Mostrando postagens com marcador criação de galinha caipira. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador criação de galinha caipira. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Fazendeiro francês usa galinhas para erradicar insetos e proteger seu pomar e colmeias !!

Fonte: site conexão planeta

A França não é como o Brasil: sua legislação é bastante rigorosa e não permite o uso de inúmeros agrotóxicos. Faz sentido já que é um dos países do mundo que mais incentiva a produção de alimentos orgânicos. Por isso, os produtores sempre estão em busca de alternativas naturais para combater pragas. E são a prova de que não há necessidade de aderir a pesticidas para isso.
Nessa linha, uma experiência vivida por um fazendeiro de Rennes, no condado na região da Bretanha, ficou famosa e resultou até em prêmio de inovação. Ela aconteceu em 2016, mas vale ser contada em qualquer tempo, principalmente aqui, no Brasil, com o governo Bolsonaro que, em seis meses, liberou o registro de quase 300 agrotóxicos.
Christophe Bitauld tem uma propriedade de cerca de 30 hectares em Sauliniéres, perto de Janzé (Ille-et-Vilaine), onde planta macieiras, mantém quinze colmeias e cria mais de 120 ovelhas. Pois suas macieiras corriam perigo por causa de insetos que as estavam dizimando.
A conselho de um amigo, ele procurou o zootecnista Jean-Paul Cillard, que trabalhava em um museu ecológico local – o EcoMuseu -, que, ao tomar conhecimento do problema, logo sugeriu a introdução de galinhas pretas Janzé, famintas por proteína, em seus pomares. Essa espécie – maior do que a comum – esteve ameaçada de extinção durante vários anos, mas esse museu preservou uma dúzia de indivíduos e conseguiu driblar o risco.
A galinha preta Janzé parece viciada em insetos. Era o que Bitauld precisava. Espalhou 80 galinhas em cerca de três hectares e, já no primeiro ano, 80% dos insetos haviam desaparecido. Uma benção já que os insetos tinha destruído cerca de 90% de sua produção de macieiras em pouquíssimo tempo.
Mas não demorou muito para que outra praga surgisse na fazenda e colocasse em risco as colmeias: o vespão asiático. Foi uma verdadeira invasão que dizimou cerca de um quarto das colmeias e abelhas, essenciais para a polinização das macieiras.
Para surpresa do fazendeiro, as galinhas também deram conta do enxame dessa espécie, que era um banquete para elas e satisfaziam ainda mais seu apetite de ogras. “Quando eles pairam na frente das colmeias, elas os pegam como se fossem dar-lhes um beijinho, mas rapidamente os decapitam para comer apenas o corpo, cheio de proteína”, contou Bitauld.
A experiência salvou não só a produção de macieiras que está mais saudável do que nunca, mas também pode garantir que a espécie se desenvolva novamente. Em 2017, ele tinha mais de 200, que produziam ovos de excelente qualidade, principalmente porque vivem soltas em 30 hectares de terra e conviviam em paz com mais de 120 ovelhas.
Na época, o ecomuseu ficou bastante interessado em pesquisar os ovos postos pelas galinhas a partir da ingestão do vespão asiático.

Galinhas premiadas

Orgulhoso da descoberta realizada a partir da introdução das galinhas pretas Janzé em sua fazenda – que resolveram duas questões importantes de forma natural -, Bitauld decidiu se inscrever em um concurso de inovação agrícola, com votação de júri e popular. Ele deu o nome de Ty Poul, que ganhou o primeiro lugar na competição.
Com o dinheiro do prêmio – 5 mil francos, que equivale a pouco mais de 20 mil reais –. ele investiu em melhorias em sua fazenda, na reposição de colmeias e no aumento de sua criação de galinhas. Também divulgou o trabalho inovador realizado com elas, em sua fazenda, e iniciou um projeto para fornecer galinhas para outras fazendas. Na época, um produtor da Costa Rica havia se interessado. Não encontrei mais informações a respeito.
Fotos: Divulgação
Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

sábado, 10 de março de 2018

Ração alternativa de moringa e mandioca para galinhas caipiras



Pesquisadores da Embrapa Pantanal desenvolveram uma formulação para nutrir galinhas caipiras a partir de alimentos adaptados à produção no bioma pantaneiro.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Criação sustentável de frango caípira




O projeto visou a melhoria da produção de frangos caipiras com aplicações de alternativas sustentáveis para o pequeno produtor, uma esperança na melhoria da geração de renda, 
muitas vezes impossibilitados devido à concorrência com grandes empresas, indústrias e 
também pelos grandes produtores.

O projeto colaborou com a melhoria na produção de frangos caipiras ao levar o conhecimento adquirido na Universidade para a comunidade. O principal objetivo foi melhorar a produtividade do pequeno produtor, aliando-se bem estar animal, produção auto-sustentável, não abrindo mão na qualidade higiênica sanitária do produto.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

O FRANGO "CAIPIRA FRANCÊS"

Introdução: Avicultura Alternativa.


Desde que foi introduzida no Brasil, na década de 90, fala-se muito das vantagens de adotar este sistema de criação, onde o objetivo é criar aves para a produção de carne e ovos, fora dos moldes industriais: confinamentos com altas densidades e rações extremamente balanceadas para ganho de peso e conversão no menor tempo possível.
O sistema alternativo foi impulsionado a partir da introdução, no mercado, da linhagem "O CAIPIRA FRANÇÊS", mundialmente difundido, principalmente na França com selo de controle de qualidade denominado "Label Rouge",(Selo Vermelho).
"O CAIPIRA FRANCÊS" foi selecionado e desenvolvido especialmente para o mercado alternativo e ecológico, que na França representa cerca de 30% do mercado doméstico de frangos. No Brasil ja é uma realidade, com grandes perspectivas, até por parte de empresas tradicionais na área de frango industrial.
Existe hoje um público, que forma um nicho de mercado a ser explorado, exigente por um produto natural, de sabor leve e diferenciado, com pouca gordura e maior concentração de proteínas e minerais, ressaltando a textura da carne que é macia, porém firme.
"O CAIPIRA FRANÇÊS" no sistema de criação semi confinado ou mesmo em liberdade total, destaca-se em relação ao tradicional de "Terreiro", "Capoeira" ou mesmo simplesmente "Caipira", no aspecto produtividade e precocidade sexual.
Enquanto "O CAIPIRA FRANÇÊS" leva apenas 90 dias para atingir 2.300g para abate e a galinha põe os primeiros ovos com apenas 4,5 meses, atingindo a marca de 200 ovos por ano, o "CAIPIRA" Tradicional macho, precisa de até 240 dias para atingir o mesmo peso e a fêmea só começa a colocar ovos ao atingir 6,5 meses, produzindo no máximo 100 ovos por ano.
Assim sendo, "O CAIPIRA FRANÇÊS", pela sua seleção genética específica, tornou-se um excelente negócio, entre pequenos, médios e grandes produtores de carne e ovos diferenciados, enquanto o tradicional fica sem expressão econômica para uma escala maior, contentando-se com a qualificação de galinha de fundo de quintal.

fonte http://www.avifran.com.br/tecnicas-criacao.php

sábado, 9 de julho de 2016

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Making a Chicken Tractor. Faça um galinheiro móvel.





I made a chicken tractor this spring. Haven't added the wheels yet, but I wanted to get this sequence up before it got too cold out. Hope this gives you some good ideas on how to build one. If you have any questions, please comment or message me.

Music Credits: "Thingamajig", composed and performed by Jason Shaw (http://www.youtube.com/user/audionautix). Link to music content can be found at:http://www.audionautix.com/html/acous.... Permission to use music for this video is granted under the Creative Commons License 3.0. Release statement for music can be found at:http://www.audionautix.com/index.html.

Thanks to my daughter, http://www.youtube.com/user/ggracesop... for taking the photos
  • Categoria

  • Licença

    • Licença padrão do YouTube

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

How I Built Our Chicken Tractor - galinheiro trator





This an an explanation of how I built our chicken tractor for raising 14 chickens. The coop is movable/ portable so the chickens can feed on new grass and bugs each day. This cost just under $100 in materials. The design is made to be lightweight enough that my 11-year old daughter can move it by herself. The nesting boxes are low enough for my 5 year old to collect eggs.

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Pergunte ao Rural Técnico - Saiba mais sobre a criação de galinhas caipiras e sobre sanidade avícola



No Pergunte ao Rural Técnico desta quarta-feira, 5 de outubro, você sabe mais sobre mais a criação de galinhas caipiras. A equipe de reportagem visitou um produtor na região metropolitana de Porto Alegre. Confira também uma entrevista com o coordenador do Programa de Sanidade Avícola da Secretaria de Agricultura do Rio Grande do Sul, Flávio Loureiro, que faz uma série de recomendações

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Horta e galinheiro em terraço de edifício na Austrália

Rooftop Chickens

| Chickens, Urban Permaculture | comments | Author :
Rooftop girls
Chickens are an excellent addition to any small-scale growing system, if you have the space. They recycle green waste and produce two very valuable things for the small-scale gardener: fresh eggs, and chicken manure.
In a rooftop garden scenario, there’s no reason that chickens can’t still be a valuable part of the growing system. A great example is at Eagle Street Roofotop Farm in NYC, where Nick recently hung out with some high-rise chickens… 
Eagle Street Rooftop Farm, early Summer
Eagle Street Rooftop Farm, early Summer (chickens are top left)
Seeding asparagus - a perfect and protein-rich chicken food...
Seeding asparagus – a perfect and protein-rich chicken food…
The chicknes are onto it - soon this seesong asparagus will be fresh eggs. And more good manure for the garden
Into the coop, and the chickens are onto it – soon this seeding asparagus will be fresh eggs. And more good manure for the garden
1308 city chickens - 1
City-fresh eggs
City-fresh eggs
Rooftop girls
Rooftop girls
The chicken run at Eagle Street Farm is a simple affair, but it has all the attributes of a good small-scale chicken system:
Shelter: both in the cosy nesting box section, and also along the run as it’s next to a low wall that shields the wind.
Green pick: In the form of regular offcuts, seedheads and leaf material from the garden beds, making for happy, healthy chickens.
Intermittent clean-outs: of the deep litter that builds up in the run as the chickens tread down successive batches of straw and the stems of the green pick.
The deep litter that builds up in the run is perfect for adding to a compost pile, where the nitrogen-rich manure and carbon-rich materials can fast-track a ho-hum compost pile into something that’s ready to return to the garden beds sooner.
And up on a rooftop, every little bit of free nutrient helps, because otherwise you need to bring that nutrient in to grow your next round of veggies, to make up for what you take out in the form of harvest.
The why and how of Eagle Street Rooftop farm. Image © Tom Selby
The why and how of Eagle Street Rooftop farm. Image © Tom Selby
7_21_10_eaglestreetannie9982
Annie (Eagle St founder) and the chickens. Image © Tom Selby
You can check out more of Tom Selby’s images of Eagle St Rooftop Farm (shot in 2010) at The Selby. Cheers to the Eagle Street Farm crew for letting Nick check out the action last May.

>> More posts about Urban food growing strategies here…