quarta-feira, 16 de março de 2016

Corrigindo a acidez da terra em Solos Arenosos

canteiros sítio Nena Baroni
Os solos arenosos apresentam teores de argila de até 20%. São solos com maior proporção de areia. Por isso secam mais rapidamente. A movimentação da água, para as camadas mais profundas do solo, é feita com muita facilidade. E nesta maior facilidade, a água carrega os nutrientes essenciais para os vegetais. 
São solos de baixa fertilidade natural, o pH é baixo, apresentam teores muito baixos de matéria orgânica, baixa Capacitação de Troca de Cátions, pobreza de nutrientes, deficiência de cálcio e presença de alumínio tóxico nas camadas mais profundas. 
O sistema radicular da plantas tem dificuldade para desenvolver em área e em  profundidade. Com isto, na época de estiagem, as raízes encontram dificuldades para buscar água e nutrientes nas camadas mais profundas, o que causa estresse na planta e contribui para a queda da produtividade das lavouras. 
A calagem nos solos arenosos é primordial e deve ser feita com maior frequência, à profundidades maiores e com bastante antecedência do plantio. 
canteiros sítio Nena Baroni
Os solos arenosos precisam de calagem mais frequente que os argilosos. Além da calagem, a adição de gesso agrícola favorece a mobilização do cálcio para as camadas mais profundas, bem como o ânion SO4- do sulfato de cálcio (gesso) reagirá com o Al tóxico formando compostos menos tóxico para as plantas. Isto criará um meio propício para o desenvolvimento radicular nas camadas mais profundas do solo.
O cálculo da necessidade de calagem (NC) em t/ha, para um solo arenoso, com menos de 20% de argila, é feita através de duas fórmulas, das quais a recomendação será aquela que apresentar a maior quantidade.
NC (t/ha) = Al x 2 x f        (1)
NC (t/ha) = [2 - (Ca+Mg)] x f.       (2)
Por hipótese, seja um solo arenoso com 15% de argila, com teores de Ca = 0,8 cmolc/dm³, Mg = 0,28 cmolc/dm³ e Al = 0,9 cmolc/dm³, utilizando um calcário com PRNT = 85%. Aplicando as duas fórmulas, encontramos:
NC (t/ha) = 2 x 0,9 x f     (1)
Lembrando que a recomendação oficial é para um calcário com PRNT de 100%, e como o calcário a ser usado tem PRNT = 85%, devemos fazer a correção (f) da quantidade:
f = 100 / 85 ou f = 1,17.
Assim sendo,
NC (t/ha) = 2 x 0,9 x 1,17     
NC = 2,1 t/ha      (1)
NC (t/ha) = [2 - (0,8+0,28)] x 1,17   (2)
NC (t/ha) = [2-1,08] x 1,17
NC (t/ha) = 0,92 x 1,17
NC = 1,08 t/ha     (2)
A escolha da quantidade deverá ser de acordo com o maior valor encontrado no cálculo das duas fórmulas, que neste caso será a fórmula (1): 2,1 t/ha.

Cálculo da Calagem para Solos Arenosos