sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Vergonha: Brasil se reafirma como maior consumidor mundial de agrotóxicos



Leia a matéria sem cortes em : http://www.ecoagencia.com.br/?open=noticias&id=VZlSXRlVONlUsRmcjdUMXJ1aKVVVB1TP

Os agrotóxicos matam a biodiversidade representada pela variedade de vida vegetal e animal, afetam a fertilidade natural do solo, contaminam o lençol freático e a qualidade das águas da chuva.


Indústrias anunciam com orgulho um dado que deveria ser vergonhoso para o Brasil


Na safra de 2008/2009, o Brasil atingiu a marca de maior consumidor mundial de venenos agrícolas. Os agrotóxicos são feitos a partir de produtos de petróleo e de químicos não degradáveis e, portanto, depois de fabricados, permanecem na natureza.

Matam a biodiversidade representada pela variedade de vida vegetal e animal, afetam a fertilidade natural do solo (ao acabar com bactérias e nutrientes naturais), contaminam o lençol freático e a qualidade das águas da chuva - pois os venenos secantes evaporam para a atmosfera e depois regresssam com a chuva. Afetam também a qualidade dos alimentos, que quando ingeridos sistematicamente podem causar destruição das celulas e resultar em câncer .

Mas tudo isso não importa. A indústrias anunciam os dados com orgulho. Afinal, a eles apenas interessa os lucros! Certamente seus gerentes buscam apenas produtos orgânicos nas gôndolas dos supermercados, enquanto o povo é obrigado a engolir seus venenos.

Veja e baixe, no arquivo anexo, tabela sobre o consumo de venenos por produto. O Brasil consumiu ao redor de 700 milhões de litros de veneno. Veja a distirbuição por produto (em torno de 629 milhões) e outros produtos mais 70 milhões de litros. Esses 700 milhões de litros foram apliados em 50 milhoes de hectares, equivalente a 14 litros por hectares, a maior media do mundo.

3294a
MST/EcoAgência