Mostrando postagens com marcador geada. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador geada. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Astrapéia – Dombeya wallichii sofre com a geada!!!



Astrapéia – Dombeya wallichii

Fonte: site jardineiro
 
 Dombeya wallichii, Astrapéia-rosa, Dombéia, Flor-de-abelha
A astrapéia é uma arvoreta ou arbusto de ótimas características ornamentais, que se espalhou pelo mundo por sua exuberância e popularidade. Ela apresenta ramos pubescentes, e porte pequeno para um árvore, alcançando cerca de 2 a 5 metros de altura. As folhas são grandes, cordiformes, perenes, de cor verde brilhante e pubescentes na página inferior. As inflorescências surgem no outono e inverno, e são umbeliformes, sustentadas por longos pedúnculos, pendentes, globosas e com numerosas flores de cor rosa a avermelhada, ricas em néctar e delicadamente perfumadas. Produz frutos do tipo cápsula, que se dividem em cinco partes.
A astrapéia é uma árvore de rápido crescimento e baixa manutenção, que se destaca principalmente em plantios isolados, mas que pode ser parcialmente sombreada por outras árvores ou construções. As inflorescências pendentes atraem muitas abelhas e possuem perfume agradável e suave, que lembra o côco. As flores velhas permanecem nos ramos, adquirindo uma cor amarronzada e devem ser removidas para um melhor aspecto da planta. Além disso essas flores velhas podem desprender um odor desagradável e atrair moscas. Com podas regulares de formação, é capaz de adquirir porte e formato arbustivo. Há diversos híbridos comerciais disponíveis.

Que tal ganhar dinheiro fazendo o que mais ama?

Jardinagem e Paisagismo

Se você adora estar entre as plantas e sujar as mãos de terra como eu, pode transformar a sua vida agora mesmo através da profissionalização. Seja feliz hoje, não deixe para depois.
Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Sendo de clima subtropical, a folhagem da astrapéia não é muito resistente a geadas fortes. Fertilizações na primavera e verão estimulam um crescimento saudável e florações exuberantes. Multiplica-se por sementes e mais facilmente por alporquia e estaquia de ramos semi-lenhosos ou de ponteiros.

sexta-feira, 5 de julho de 2019

Qual a diferença entre geada branca e geada negra?

Fonte:clima tempo

A geada é um fenômeno tipicamente de dias muito frios, em geral com temperatura do ar abaixo de 5°C e pode causar grandes prejuízos para a agricultura e pecuária, pois queima os pastos. Existe geada branca e geada negra. Qual a diferença entre estes dois fenômenos?


O que é a geada?

Geada é o congelamento do orvalho sobre qualquer superfície. A camada de gelo que se forma danifica a pintura dos carros e outros metais e queima a vegetação, podendo causar grandes prejuízos para a agricultura e pecuária dependendo de sua intensidade e frequência de ocorrência.





A geada é um fenômeno associado ao forte resfriamento do ar e do solo e por isso a época mais comum de ocorrência no centro-sul do Brasil é durante o outono e o inverno. Porém,  o fenômeno pode ocorre em qualquer lugar e em qualquer época do ano, desde que as condições atmosféricas sejam adequadas.





A geada branca é a mais comum e, quando acontece com moderada a forte intensidade, deixa os gramados e os capôs dos carros branquinhos. Este é um fenômeno típico de noites calmas, com vento fraco, com pouca ou nenhuma nebulosidade no céu. Pode gear em cidades litorâneas, mas não na areia da praia.





A geada branca derrete pouco a pouco com o calor do sol. Quando há muita geada, numa grande área, o derretimento pelo sol cria uma paisagem esfumaçada, como se muitas chaminés estivessem soltando fumaça.  Telhados e gramados ficam enfumaçados.





O que é geada negra?

A geada negra é a queima da vegetação por ação de ventos frios muito fortes. Pode ocorrer mesmo durante o dia.  É um fenômeno pouco comum associado com a ocorrência de ventos moderados a fortes e muito frios provocados pela chegada de fortes massas frias de origem polar. Quando ocorre a geada negra, a vegetação fica escurecida, com aspecto queimado. A geada negra é muito mais danosa do que a geada branca, pois queima a seiva no interior das plantas, o que impede a sobrevivência da planta.
Um raro e muito forte evento de geada negra ocorreu no estado do Paraná em 18 de julho de 1975. Este é um fato meteorológico histórico e dramático para o estado do Paraná, pois dizimou as plantações de café do norte paranaense. A perda total das lavouras gerou também uma grave crise financeira e social no estado do Paraná.

Onde ocorre geada no Brasil?

No Brasil, a geada branca um fenômeno muito comum no Sul do Brasil. Pode ocorrer várias vezes no período de outono-inverno. Estados como São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro também registram eventos de geada com frequência na época do do outono/inverno. Mas a geada pode ocorrer até no verão, desde que as condições atmosféricas sejam adequadas.
Em junho de 2016, durante a passagem de uma massa de polar muito forte sobre o Brasil, a região metropolitana de São Paulo registrou geada por cinco dias consecutivos. Foi uma situação rara!
Frio histórico na Grande SP - junho de 2016
,




quarta-feira, 19 de julho de 2017

Como cultivar a Três Marias



Você conhece a Três Marias (Bougainvillea glabra)? 

Estas plantas têm um charme especial, pois decoram cidades antigas como Colônia do Sacramento, no Uruguai. 
Também ficam lindas em pergolados. Separamos algumas dicas para que você possa cultivar a sua Três Marias com sucesso:
- A Três Marias tem origem no sul do Brasil, sendo subtropical. Por isso, a planta suporta frio e geadas. Deve ser exposta a sol pleno; 
 
- Devem ser cultivadas em solo fértil, preparado com adubos orgânicos;

- As podas devem ser realizadas anualmente para estimular o florescimento e renovar a folhagem. A época ideal para a poda é a vegetativa, quando planta não está florida. 
 
- As flores podem ser nas cores branca, rosa claro, coral, carmim, púrpura, alaranjada e amarelo ouro; 
 
- Você também pode plantar a Três Marias perto de um posto ou outro suporte do tipo, para ir enrolando seu tronco e dando a ela o formato de uma árvore.
Três Marias
Crédito: blogdabiologaplantevida

sexta-feira, 19 de julho de 2013

NOAA fala em frio extraordinário e grande nevada no Sul do Brasil !!

Por: Julho, 19-07-2013 | 13:57 | Categoria:

   




 

geada negra junho 2012
Boletim diário para a América do Sul desta sexta-feira que acaba de ser publicado pelo NOAA (Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera) descreve a onda de frio que atingirá o Cone Sul da América e o Rio Grande do Sul como “extraordinária” (remarkable), tal como a MetSul Meteorologia vem informando desde o começo da semana. A análise diz que a onda polar trará temperatura atípica para locais tão ao Norte como o Norte da Bolívia e o Sul peruano assim como para o Centro-Oeste do Brasil, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. De acordo com o NOAA, o fluxo de umidade que vem do mar trará neve para áreas costeiras da Patagônia até o Sul do Brasil, incluindo a província de Buenos Aires e ainda no Uruguai. 

O boletim acrescenta que forte nevadas atingirão grande parte da Patagônia, alcançando Viedma e Bahia Blanca com acumulados de 10 a 15 centímetros. Deve nevar, diz o NOAA, na maior parte da província de Buenos Aires. Na área do Rio da Prata e no Sudeste do Uruguai podem ser esperadas pancadas de neve e de neve misturada com chuva (agua nieve). O NOAA afirma que a neve vai se estender às partes altas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o Paraná com acumulações de até 10 centímetros nos pontos mais elevados. Há 10 anos a MetSul acompanha os boletins do NOAA para a América do Sul, coordenados pelo meteorologista Michael Davidson, e jamais nossa equipe tinha visto previsão tão incisiva de frio para a nossa região, nem nas ondas de frio mais intensas dos últimos anos e que em alguns locais não serão superadas pela atual.

http://www.metsul.com/blog2012/

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Geada destrói a safra de Bergamota em Montenegro


Em alguns pomares, a perda pode chegar a 100%
A intensa geada, que atingiu a região entre os dias 07 e 10 de junho, trouxe prejuízos para os produtores. Na manhã de hoje (20), o secretário municipal de Desenvolvimento Rural (SMDR), João Kuhn, entregou ao prefeito Percival de Oliveira dois laudos técnicos sobre os estragos causados pela geada. De posse dos laudos, realizados pela SMDR e pela EMATER, o município irá decretar situação de emergência.
A principal atividade afetada foi a citricultura, na produção de limão, tangerina, laranja e mudas. Segundo Kuhn, quando não houve perda total do fruto, ocorreu redução significativa da qualidade, intervindo no valor dos produtos. Esse prejuízos também serão sentidos nos próximos anos, destacou o secretário.
De acordo com o laudo técnico da EMATER, a estimativa é de que 60% da produção de citros seja perdido, em razão dos ventos frios e acúmulo de gelo em frutos e plantas. Além disso, há possibilidade da perda chegar a 90%, visto que ainda não foi possível precisar os prejuízos à Bergamota Montenegrina. Os frutos ainda estão verdes nos pés, podendo cair ou ficar secos (sem suco), perdendo o valor comercial. Em alguns pomares pode chegar a 100% de perda, afirmou Kuhn.
A estimativa é de que 22.500 toneladas de bergamota, 3.240T de laranja e 360T de limão sejam perdidas, num valor de R$ 11.250.000,00, R$ 1.296.000,00 e R$ 180.000,00, respectivamente, representando um total de R$ 12.726.000,00 de prejuízo. O parecer também apontou perdas em pastagens; na silvicultura, técnica de cultivo das matas; olericultura, responsável pelas hortaliças e raízes; floricultura e na criação de bovinos.
O prefeito Percival de Oliveira afirmou que, através do decreto de situação de emergência, será possível a busca de recursos. Vamos buscar auxílio junto ao Governo Federal para amenizar as perdas dos produtores, salientou o chefe do Executivo.