sexta-feira, 27 de abril de 2012

SUOR , FRUTOS E CONTROLE BIOLÓGICO NO SÍTIO EM MONTENEGRO

No final de semana fomos até o sítio verificar o apiário, buscar água no poço artesiano e trabalhar um pouquinho na terra. Um dos pés de fisális está bonito e promete dar alguns frutos. Vejam que o amendoim forrageiro, valioso adubo verde devido a fixação de nitrogênio do ar, está alastrando-se pelo sítio. No apiário já ocupa uma área de 100 m².


Da safrinha conseguimos colher uma abóbora, devido a seca que atinge o RS.

Verrugas na folha da mandioca!
Isto é um sinal de controle biológico! Estas "verrugas" são ovos do mosquito Trichogramma, agente regulador de populações de lepidópteros – lagarta mandarová, como em outras lagartas.
São necessários estudos visando determinar a ocorrência desses parasitóides como agentes naturais de controle da lagarta, na cultura da mandioca.
Trata-se de um inseto da Ordem Hymenoptera, família Trichogrammatidae, com cerca de 0,5mm de comprimento, que parasita ovos de Lepidoptera (borboletas e mariposas) nas culturas de tomate, mandioca, soja, sorgo, milho, hortaliças, algodão, entre outras.
Os Trichogramma atacam ovos de insetos de mais de 200 espécies diferentes, e sua utilização pode ser mais barata que o controle químico de insetos. Além disso, apresenta outras vantagens como ser inócuo ao homem e à natureza, não causar resistência nas pragas e atuar controlando a praga antes do início dos danos, na fase de ovo.

Na horta de metro quadrado, coloquei um carrinho de adubo orgânico (esterco de gado), que fui buscar neste carrinho de mão, no vizinho Clóvis. Neste momento o sítio está sem caseiro, mas por diversas vezes falei da importância de colocar adubo nas plantas. Porem nenhum deles escutou,  faziam o que queriam.