Seja Bem Vindo!

"Muita gente pequena, em muitos lugares pequenos, fazendo coisas pequenas, mudarão a face da Terra". provérbio africano

quinta-feira, 5 de março de 2015

Brocas-das-cucurbitáceas – Diaphania nitidalis e Diaphania hyalinata(Lepidoptera: Pyralidae)


As lagartas podem atingir até 20 mm de comprimento. Contudo, essas duas espécies diferem quanto à coloração dos adultos. D. nitidalis tem coloração marrom-violácea, com as asas apresentando uma área central amarelada semitransparente e as bordas marrons-violáceos (Figura 1), enquanto D. hyalinata tem asas com áreas semitransparentes, brancas e a faixa escura das bordas retilínea (Figura 2).
Foto: Diniz da C. Alves.
Figura 1. Diaphania nitidalis.

Foto: Diniz da C. Alves.
Figura 2. Diaphania hyalinata.
A postura é feita nas folhas, ramos, flores e frutos. O período larval é de aproximadamente 10 dias. O ciclo evolutivo completo é de 25 a 30 dias.
Danos
As lagartas atacam folhas, brotos, ramos, flores e frutos. Quando o ataque é severo observa-se, na polpa dos frutos, abertura de galerias tornando-os inviáveis à comercialização. A espécie D. nitidalis ataca os frutos em qualquer idade, enquanto D. hyalinata ataca preferencialmente as folhas, causando desfolha total da planta, quando em altas populações.
Controle
O controle das brocas-das-cucurbitáceas é efetuado, basicamente, com uso de inseticidas. A ação desses agroquímicos no controle de D. nitidalis é dificultada, pela preferência das lagartas pelas flores e frutos, onde penetram rapidamente. As lagartas de D. hyalinata são controladas mais facilmente, pelo fato de terem preferência pelas folhas. Vários princípios ativos são registrados pelo MAPA (Tabela 1).
Na presença de lagartas nos primeiros estágios de desenvolvimento, a pulverização com Bacillus thuringiensis pode apresentar elevada eficiência sem acarretar impacto negativo sobre os inimigos naturais sem deixar resíduos nos frutos.
Amostragem
Avaliar 20 pontos em ziguezague, em uma área de até 2,5 hectares, com cada ponto correspondendo a uma planta.
Nível de controle
Sugere-se que seja de 3 lagartas por planta, em média.

Fonte embrapa

quarta-feira, 4 de março de 2015

Como controlar a erva-de-passarinho

Chá de erva de passarinho - Benefícios e propriedades

Suplemento Agrícola do Jornal O Estado de São Paulo
Como fazer para combater a erva-de-passarinho,que está infestando árvores do meu jardim? Há algum tipo de herbicida que possa ser usado sem prejudicar as árvores? Qual é a época do ano que a erva produz sementes ? Paulo de Godoy Moreira São Paulo –SP

A recomendação do pesquisador científico Daniel Andrade de Siqueira Franco, do Instituto Biológico (IB-Apta), é a de que o leitor faça a poda dos galhos afetados pela erva-de-passarinho (Struthanthus sp.), pois esta parasita suga a seiva das plantas e, caso não seja retirada, pode provocar a morte das árvores.

Segundo Franco,a poda deve ser realizada no período de inverno, antes da produção de sementes da planta parasita. “Nesta época,as folhas das árvores secam e a praga fica mais visível”, explica. Ele também recomenda fazer a limpeza e raspagem dos galhos afetados que sejam mais grossos e que não possam ser podados, cortados ou eliminados por causa da localização. “Com auxílio de um facão ou ferramenta similar, deve-se remover a parte aérea da parasita e, depois, cortar e raspar todas as raízes da erva-de-passarinho”, diz o pesquisador.

Isso evita que haja uma rebrota da parasita a partir de tecidos aderidos ao galho ou tronco das plantas de interesse. Franco não recomenda a aplicação de herbicida, já que há risco de o produto afetar também as árvores atacadas.

Quanto à época de produção de sementes da erva-de-passarinho, ela varia conforme a espécie da parasita.“ “A produção de sementes depende da época do florescimento da espécie–posso citar a S.vulgarisS.elegansS. flexicaulisS.polyrhizusS.uraguensise, S.polyanthus–e da região onde ela ocorre.

terça-feira, 3 de março de 2015

Mudas de amendoim forrageiro entregues em Itapuã RS


mudas de amendoim forrageiro
Sexta-feira passada entreguei 100 mudas para produtor agrícola , efetuar plantio em consorcio com tifton. São as primeiras mudas produzidas em matriz da região.



Quem quiser mudas envie um email. ok

agropanerai@gmail.com
A grama amendoim produz uma quantidade muito pequena de sementes, tão pequena que seria inviável a sua comercialização. O cultivo da grama amendoim é possível através de mudas e de estolões, que podem chegar até 1,5 cm de comprimento. Para garantir uma propagação efetiva do gramado, seu cultivo é feito através de mudas ou estolões ligeiramente desenvolvidos que são plantados com certa distancia uns dos outros. O sucesso do cultivo dessa forma se dá pelo fato de que a grama amendoim é muito agressiva em cobrir o solo e se desenvolve com muita rapidez. Apesar disso, a grama amendoim se dá muito bem com outras espécies de gramíneas igualmente agressivas como, por exemplo, as do gênero Brachiaria e podem ser cultivadas em conjunto.

Análise dos Benefícios e Aspectos Negativos da Grama Amendoim
Benefícios Oferecidos pela Grama Amendoim
A grama amendoim se desenvolve muito bem mesmo em solos ácidos, com média ou pouca fertilidade, e pode ser utilizada para fazer a correção da acidez do solo e na recuperação de solos muito degradados ou pouco férteis.
A grama amendoim é muito utilizada em plantações de hortaliças e pomares devido aos grandes benefícios que ela traz ao solo e as plantas próximas de onde é cultivada. Ela é geralmente implantada entre os meios dos cultivos onde ajuda, não só a combater as ervas daninhas, mas também a reter umidade e fixar o nitrogênio no solo, adubando o solo naturalmente, além de fazer a correção do pH da terra. Por tais motivos, a grama amendoim é considerada um adubo vivo ou “adubo verde“.
Antes de iniciar o cultivo de qualquer espécie de grama, é necessário fazer uma análise, não só dos pontos positivos, mas, também dos aspectos negativos sobre determinado cultivar, em questão, da grama amendoim.
Aspectos Negativos Sobre a Grama Amendoim
Tais pontos negativos da grama amendoim são muito claros e não somam muitos em sua totalidade. O principal aspecto a se levar em consideração é que a grama amendoim é muito delicada e não suporta bem o desgaste de pisoteio e geadas ( com certeza rebrota após a geada). Outro fator que não foi comentado ao longo do artigo é que ela pode eventualmente atrair lebres, o que pode representar um problema para o seu cultivo em hortas. Mesmo sendo poucos, são fatores essenciais para se analisar antes de começar a cultivar a grama amendoim. Questões como, qual será o nível de uso do gramado ou se existem lebres próximo a sua localidade, são de extrema ajuda na hora de fazer tal escolha. Podemos dizer que, deixando de lado os pequenos inconvenientes da grama amendoim, ela é uma ótima opção para o cultivo de um gramado ou pastagem.

segunda-feira, 2 de março de 2015

Curso de agricultura Orgânica em São Paulo na cidade de Pindamonhangaba

DIVULGANDO 
BRASIL 2015
NOVA GOKULA  SÃO PAULO
PINDAMONHANGABA  MARÇO

Temos o imenso prazer de organizar o curso ABC da AgriCultura Orgânica com o Eng. Agr. JAIRO RESTREPO RIVERA, natural da Colômbia, naturalizado brasileiro que nos conduz nos processos de transição da Agricultura convencional para a AgriCultura Orgânica, um curso  teórico-prático abordando os temas: Remineralização dos solos e regeneração da vida dos solos, Captura de Microrganismos do lugar, multiplicação e silagem, Comppostos orgânicos fermentados, Biofertilizante de abóbora, Caldos quentes e frios, e Cromatografia de Pfeiffer.


Dias 10, 11, 12 e 13 de março de 2015
Local: Fazenda Nova Gokula, Pindamonhangaba, São Paulo (www.novagokula.com.br)
Valor: R$ 440,00 (curso + alimentação)
Formas de pagamento: depósito antecipado de R$200,00 para garantir a inscrição e R$ 240,00 no primeiro dia de curso.

Opções de hospedagem na fazenda na central de reservas no site. (http://www.novagokula.com.br/hospedagem.html)
Estamos organizando opções alternativas de hospedagens para grupos.
Conta para depósito:
Banco Itaú
AG. 0292
CTA POUPANÇA 57373-0/500
Tit.: Bruno Werner Schmidt
Favor comprovar depósito enviando cópia digital do comprovante para o seguinte endereço eletrônico: bandhu.jps@gmail.com

Sobre o local de realização do curso: Comunidade e Templo Hare Krishna - Sociedade Internacional para a Consciência de Krishna – ISKCON. Um lugar para elevar sua alma, consciência e devoção, além de aprazível localização para lazer e turismo ecológico. “Vida Simples e Pensamento Elevado” é um dos lemas da comunidade.

Uma alimentação saudável dedicada a Krishna  
deverá ser produzida organicamente.

Telefone para contato: (12) 9-9661-8004 c/ Bruno Schmidt