domingo, 3 de março de 2019

Como afastar as moscas!

10 armadilhas para afastar as moscas de casa https://www.greenme.com.br/morar/faca-voce-mesmo/47-armadilhas-para-moscas

sábado, 2 de março de 2019

BUTIÁ, COQUINHO DE COMER! FONTE DE FIBRAS E VITAMINA C

butiá
Butiá é uma palmeira brasileira. Bem, é um gênero de palmeiras (Arecaceae) nativas da América do Sul (Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina) que ocorre nos pampas, na mata atlântica e no cerrado. Seus frutos, os butiás são alimentícios, suas folhas são são usadas para tecer cestos e o óleo da semente é usado na cosmética.
São de 9 espécies as palmeiras conhecidas como butiáButia archeriButia campicolaButia capitataButia eriospatha, Butia microspadixButia paraguayensisButia purpurascensButia stoloniferaButia yatay.
Os butiazais são uma formação vegetal bastante importante na manutenção dos ecossistemas aos quais pertencem já que seus frutos servem de alimento a diversas aves, mamíferos e répteis que, por seu lado, ao defecarem as sementes do butiá, contribuem com a sua disseminação.
“A Rota dos Butiazais envolve o comprometimento das comunidades com a restauração e a manutenção da vegetação nativa, além de gerar oportunidades de emprego e renda”.
Do coquinho do butiá se faz geleia, licor, cachaça, vinagre e doces diversos. Das sementes, que podem ser comidas in natura ou assadas, também se extrai o óleo de butiá. Do estipe da palmeira, caule, se fabrica papel. O artesanato com palha e semente de butiá é uma fonte de renda para as comunidades onde há butiazeiros.
artesanato butia
Foto - Artesanato com butiá
Na mitologia das tribos indígenas brasileiras, o butiazeiro é uma árvore sagrada.

Composição nutricional dos coquinhos de butiá

butiazal
Foto - butiazal
Segundo uma tabela nutricional do IBGE (2011), para cada 100 gramas de butiá comestível existem:
Calorias: 105,00 kal
Proteínas:1,90 g
Lipídios: 2,00 g
Glicídios: 22,80 g
Carboidratos: 22,80 g
Fibra: 7,40 g
Cálcio: 20 mg
Fósforo: 36 mg
Ferro: 2,20 mg
Vitamina A ( Retinol ): 30 mcg
Vitamina B1 (Tiamina ): 0,04 mg
Vitamina B2 ( Riboflavina ): 0,04 mg
Vitamina B3 (Niacina ): 0,50 mg
Vitamina C ( Ácido Ascórbico ): 33,00 mg
Mas, existem diferenças significativas nas propriedades nutritivas dos coquinhos, em função das espécies. O butiá Yatay foi estudado pela nutricionista Jéssica Fernanda Hoffmann que definiu, para a sua polpa, os valores na tabela abaixo:
valores tabela
* Valores diários de referência com base em uma dieta de 2.500 calorias

Características medicinais dos coquinhos butiá

cacho de butiá
Foto - cacho de butiá
As propriedades nutricionais têm a ver com as características medicinais dos coquinhos butiá ou com suas propriedades funcionais, segundo um estudo sobre o butiá Yatay feito por Márcia Vizzoto, da Embrapa Clima Temperado de Pelotas.
Compostos Fenólicos Totais: 496,8mg/100g
Carotenóides Totais: 5,6mg/100g
Atividade Antioxidante: 5.558,79µg/g
Por outro lado, o butiá é considerado uma importante fonte de fibras e vitamina C e, como alimento “laranja”, é um fortalecedor do sistema imunológico, previne contra o envelhecimento das células, contra a cegueira, doenças cardíacas e câncer, segundo a nutricionista Juliane Freitag.

sexta-feira, 1 de março de 2019

Conhece esta fruta?Nativa do sul do Brasil, goiaba-serrana faz sucesso no Exterior





Uma fruta que agrada tanto pelo sabor como pelos benefícios medicinais


Potencial culinário e antioxidante são atributos da fruta que hoje é comum na Nova Zelândia.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

APROVEITE O CARNAVAL E FAÇA UMA #HORTA DENTRO DE CASA





Com diferentes tipos e tamanhos, as hortas orgânicas trazem benefícios para a família

Quem não curte a folia do Carnaval e quer preencher o feriado com algo diferente  que tal tirar proveito do contato com a natureza? Essa pode ser uma boa opção para relaxar! Mas não é preciso ir longe, nem fazer viagens ou ter gastos, basta um pouco de criatividade e dedicação e você poderá desfrutar deste contato. Sabe como? Montando uma horta orgânica dentro de sua própria casa.
esterco é um ótimo adubo!
Com diferentes tipos e tamanhos, as hortas orgânicas trazem benefícios não só para a saúde da família, que poderá ingerir alimentos mais saudáveis e livres de agrotóxicos, mas também ajuda a economizar nas compras em supermercados e feiras.
Para dar início à sua horta você pode começar utilizando embalagens de ovos para plantar as primeiras mudas. Basta preencher cada espaço da bandeja com terra e plantar as sementes. Assim que as plantas atingirem o tamanho ideal, é só cortar e colocar diretamente na terra. Por serem biodegradáveis, essas embalagens irão se decompor sem deixar nenhum resíduo para trás.
Na hora de escolher quais espécies cultivar é importante planejar o desenvolvimento da horta de acordo com o espaço disponível. As opções mais comuns são as que ocupam pouco espaço e são resistentes, como salsinha, cebolinha, manjericão, pimentas, oréganos, hortelã, camomila, alecrim, manjericão roxo e outros temperos variados.


Segundo o consultor paisagístico, Paulo Sergio da Silva, é preciso estar atento principalmente à iluminação, já que as plantas não podem ficar expostas diretamente ao sol. “É indicado montar a horta em um espaço que tenha bastante claridade, mas que a luz penetre de forma indireta, como em janelas ou varandas”, explica.
Outra dica é regar as plantinhas sempre na quantidade certa. “É preciso manter a planta úmida, mas sem desperdiçar água, pois quando a água vaza para fora do vaso leva embora muitos nutrientes, empobrecendo a terra”, revela Paulo.
A ideia pode ficar ainda mais sustentável se você seguir a dica de reaproveitar garrafas pets para construir sua horta. Fazendo uma abertura na lateral e pendurando-a em uma parede ou suporte de madeira, a garrafa pode servir como vaso para cultivar pequenos vegetais, temperos e ervas medicinais. Mas lembre-se cuide bem da sua horta e vigie os recipientes para não atrair o Aedes aegyoti, mosquito que transmite a dengue, a febre zika e chicungunha.

mudas de ora-pro-nobis

Mirtilo contra o Parkinson

LuisaoCS
Mirtilo contra o Parkinson
Uma equipe de pesquisadores da Universidade Memorial de Newfoundland (Canadá) sugere que esta fruta poderia ajudar a tratar a doença de Parkinson e outro tipo de transtornos neurodegenerativos. Para chegar a esta conclusão os cientistas centraram-se na alfa-sinucleína, uma proteína nuclear e sináptica localizada no cérebro, que demonstrou ser chave no desenvolvimento do Parkinson. Para o estudo, os pesquisadores colocaram este gene em moscas da fruta, provocando com que as moscas experimentassem uma série de defeitos como a degeneração da retina e a redução de expectativa de vida.

Depois disto, decidiram comprovar se o extrato de mirtilo (arando), fruta conhecida por ser rica em fibra, antioxidantes e fitonutrientes, poderia melhorar estes efeitos da alfa-sinucleína. O resultado revelou que as moscas que foram alimentadas com extrato de mirtilo viviam até 15% a mais do que as que tinham seguido uma dieta padrão. Da mesma forma, também melhorou seus problemas oculares, concluindo que os arandos aumentam a vida útil e melhoram os sintomas desta doença em testes realizadas com a mosca da fruta.

Segundo Brian Staveley, coautor do estudo, "o aumento da expectativa de vida visto nas moscas da fruta é o equivalente a uma vida útil estendida de 8 anos nos seres humanos".

A alfa-sinucleína é uma proteína abundante no cérebro humano, encontrada principalmente nas pontas das células nervosas, ou neurônios, em estruturas especializadas chamadas terminais pré-sinápticos. Estes terminais liberam mensageiros químicos chamados neurotransmissores, que retransmitem sinais entre os neurônios e é fundamental para a função cerebral normal.

Embora a função deste gene não seja ainda bem compreendida, os estudos sugerem que ela desempenha um papel importante na regulação da liberação de dopamina, um tipo de neurotransmissor fundamental para o controle da partida e parada dos movimentos voluntários e involuntários.

A evidência também sugere que pessoas com uma acumulação do gene são mais susceptíveis ao estresse oxidativo, um desequilíbrio entre a produção de radicais livres, o que pode causar dano ou morte celular e a capacidade do corpo para combater os seus efeitos nocivos com antioxidantes. Juntos, a combinação pode desempenhar um papel fundamental na progressão da doença de Parkinson.

Dada a sua versatilidade, as moscas de fruta podem ajudar a desvendar o papel do estresse oxidativo na doença de Parkinson e desvendar terapias antioxidantes em potencial. O potencial terapêutico do arando sobre o câncer e doença vascular já foi estudado. Além disso, outros estudos também com moscas da fruta sugerem que o extrato da planta pode ser benéfico para pessoas que sofrem de doenças neurodegenerativas.

- "Os fabricantes de produtos farmacêuticos são obrigados a gastar milhões em testes de seus produtos químicos como forma de descobrir se são funcionais e que não vão causar um efeito colateral perigoso", explicou Staveley como forma de sugerir que os nutracêuticos não precisam desse tipo de teste, porque já são um alimento que não necessitam de testes para aprovação. Então, tudo o que você tem a fazer é:

- "Coma isso. Mal não vai fazer e se ao final resultar inócuo para o Parkinson no ser humano, algo de benéfico há de proporcionar para a sua saúde", concluiu.
Fonte: Muy Interesante

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Frutas contra a doença de Parkinson

Do G1, em São Paulo.
Uma pesquisa divulgada pela Academia de Neurologia Norte-Americana mostra que o consumo de bagas (conhecidas como “berries” em inglês) e frutas como laranjas e maças pode diminuir as chances de uma pessoa desenvolver a doença de Parkinson.

A pesquisa, financiada pelos Institutos de Saúde norte-americanos (NIH, na sigla em inglês), contou com quase 130 mil voluntários, que foram acompanhados durante pelo menos 20 anos.

Os cientistas usaram dados de questionários respondidos pelos participantes sobre o consumo de flavonoides, substâncias presentes nas frutas e indicadas na prevenção do câncer e de doenças cardiovasculares.

Os resultados finais do estudo será apresentado durante o encontro anual da academia, em Honolulu, no Havaí, entre 9 e 16 de abril. Durante o extenso tempo de pesquisa, 805 pessoas desenvolveram a doença, que causa rigidez e tremores involuntários nos portadores.

Segundo os pesquisadores, este é o primeiro estudo a relacionar o consumo de alimentos com flavonoides com a doença de Parkinson. Os flavonoides atuam como antioxidantes e também podem ser encontrados em chocolates e em frutas cítricas como a toronga.

Ana P.
Fonte: g1.globo.com
Foto: LarryB08

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Como acabar com as formigas em casa e no jardim

    Fonte: site da greenme
    formigas
    Quem tem horta, plantio caseiro, ou mora perto de áreas verdes, sabe como é difícil manter pragas, insetos e formigas afastadas da casa. Sabendo desta dificuldade, decidimos procurar as melhores dicas para afastar as formigas em casa e no jardim!

    Para começar, devemos lembrar que as formigas, por mais chatas que pareçam, também têm o seu papel na biodiversidade e na cadeia alimentar, então, em vez de matá-las, vamos afastá-las para acabar com os problemas que elas possam causar em nossas e ou jardins.

    É importante saber do que as formigas gostam e do que não gostam, a dica fundamental que podemos dar é que elas adoram coisas doces, desde açúcar até folha e flores, e odeiam cheiros fortes. Sabendo disso, temos muitas chances de ganhar esta batalha!

    1. Como acabar com as formigas em casa

    formigas em casa
    foto: freeimages

    2. Limpeza e higiene

    Antes de tudo, é importante lembrar que as formigas são muito gulosas, e comem de tudo, então é muito importante manter a casa limpa, evitando deixar restos de comida espalhados, lixos muito cheios ou louças sujas.

    3. Cravo, Canela e Louro

    Caracterizados por seu forte odor, podem ser comprados secos em quase qualquer mercado. Este método espanta as formigas.
    Recomendamos que se coloque a canela, o cravo ou o louro em saquinhos feitos com uma meia-calça velha. Eles devem ser espalhados pela casa nos lugares onde as formigas costumam passear, e devem ser trocados a cada duas semanas para que o cheiro permaneça forte.

    4. Óleos Essenciais de Cravo ou Hortelã Pimenta

    Os óleos essenciais geralmente são feitos com folhas ou pétalas secas, das quais suas essências são extraídas. Podem ser comprados em farmácias ou lojas de produtos naturais.
    Por serem essências, possuem odor forte e desagradável para os insetos. Recomenda-se que se borrife um pouco dos óleos nas superfícies onde as formigas costumam trilhar, como bordas, janelas, pisos ou portas. O processo deve ser feito de 3 a 4 dias, deixando os ambientes perfumados.

    5. Vaselina

    O uso da vaselina é recomendado por conta de sua consistência. Deve ser usado em pequena quantidade nas bordas de recipientes, potes, ou áreas específicas nas quais as formigas costumam trilhar. Ela é útil para afastar as formigas nas pequenas áreas.

    6. Alfazema e cânfora

    Em lugares fechados como armários e gavetas, pode-se colocar as folhas de cânfora ou alfazema, seu odor afasta as formigas, perfuma o espaço e as roupas.

    7. Misturas líquidas para usar com borrifador

    7.1. Farinha de milho com vinagre

    Para espaços grandes e fechados, muitas vezes é melhor afastar as formigas com líquidos que não ocupem espaços.
    Para fazer a mistura de farinha de milho e vinagre, é necessário adicionar 1 colher de chá de farinha de milho e 2 de sopa de vinagre, pode-se diluir um pouco a mistura com mais 1 colher de água. Colocar a mistura no borrifador e espalhar pelo ambiente.

    7.2. Vinagre e detergente

    As proporções da mistura são as seguintes: ½ copo de água, 2 colheres de detergente biodegradável, 2 de vinagre (recomenda-se o uso de vinagre branco, mas não é essencial.) Borrifar a mistura nos pisos limpos.

    7.3. Suco de Limão

    Pode-se usar a quantidade de limão que quiser, mas é melhor fazer com 1 ou 2 limões com um pouco de água, para que a mistura seja refeita, mantendo a frescura e o odor. Quando pronto, borrifar em frestas e bordas como portas e janelas.

    7.4. Detergente

    Em um copo de 200 ml, acrescente metade de água e metade de detergente biodegradável. Coloque o conteúdo em um borrifador, e aplique nos cantos, frestas e outros possíveis espaços onde possa haver caminhos de formiga.

    7.5. Algumas das dicas podem ser usadas tanto no jardim, quanto na casa, como:

    7.5.1. 1. Casca de limão, laranja ou pepino

    O aroma das cascas espanta as formigas temporariamente, mas elas devem ser trocadas a cada semana, pois perdem seu frescor. As cascas podem ser espalhadas pelos cantos da casa ou do jardim

    7.5.2. 2. Pimenta

    A pimenta não é ardida só pra gente! As formigas também não aguentam seu calor, então ela pode ser espalhada na casa depois de estar limpa, ou pelo jardim nos lugares onde as formigas fazem suas trilhas e perto das plantas. É bom usar pimenta em pó, mas não obrigatório.

    8. Como acabar com as formigas no jardim

    foto
    foto: freeimage
    Antes de tudo, gostaria de dar uma dica muito importante: no caso do combate às formigas direto na terra, não é recomendado o uso de sal e vinagre, pois prejudica o crescimento das plantas e a qualidade da terra.

    9. Barreiras físicas

    Para afastar as formigas das árvores e das plantas, a barreira física é muito eficaz, pois impede que as formigas cheguem às folhas e flores.
    A técnica é a seguinte: use um material circular um pouco maior que a área que quer proteger, como baldes, sobras de cano de esgoto, entre outros, e coloque a esfera no lugar requerido, cortando o fundo e lateral para encaixar no entorno da planta ou árvore. Enterre um pouco abaixo da terra o material circular, usado, aproximadamente 1 cm.

    10. Plantio de hortelã, batata-doce, salsa, cenoura, mamona e gergelim preto

    Se o problemas com as formigas for direto na terra, é muito importante cuidar bem do espaço. Pode-se fazer uma cerca viva com uma variedade enorme de plantas para evitar pequenas infestações de formiga, tais como hortelã, batata-doce, salsa, cenoura, mamona e gergelim preto.

    11. Talco ou Cal

    O pó deve ser espalhado perto das plantas, ou do formigueiro, o que deve espantar as formigas.

    12. Borra de café

    A borra do café usado (não solúvel) ou os grãos triturados, além de nutrirem a terra, afastam as formigas.

    13. Lembrete

    O uso de formicidas e outros venenos, além de serem muito prejudiciais às pessoas, especialmente às crianças, podem danificar o meio ambiente pois acabam indo parar nos lençois freáticos através da irrigação. Com paciência, as formigas podem ir viver em lugares onde não atrapalhem a convivência com humanos.

    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

    Risco na queda de árvores



    Mais de 2 mil árvores caíram nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo desde o início deste ano. Na maioria dos casos o poder público poderia ter evitado os prejuízos e incidentes causados.

    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

    França é primeiro país a banir todos os cinco pesticidas ligados à morte de abelhas

    As abelhas já foram declaradas os seres vivos mais importantes do planeta e pesquisas apontam que elas podem estar viciadas em agrotóxicos. A França é o primeiro país a tomar uma atitude real para a preservação da espécie, ao banir todos os cinco pesticidas ligados à morte destes animais, cuja extinção pode acabar com a humanidade.
    Publicidade

    Tudo começou quando a União Europeia votou pela proibição dos três principais responsáveis pela extinção destes insetos, os agrotóxicos conhecidos como clotianidina, imidacloprida e tiametoxam. Ao se adequar à medida, o governo francês decidiu banir mais dois pesticidas que têm contribuído para a diminuição na população de abelhas, o tiaclopride e a acetamiprida.
    Festa na colmeia: França proíbe uso de agrotóxicos associados à morte das abelhas
    Os venenos em questão são da família dos neonicotinoides e possuem uma estrutura similar à da nicotina. Eles funcionam atacando o sistema nervoso central dos insetos – entre eles, as abelhas. Estudos citados pelo jornal britânico The Telegraph indicam que os neonicotinoides podem confundir habilidades de memória e direção das abelhas, além de reduzir a sua contagem de espermatozóides.


    Artigo de : https://www.hypeness.com.br/2019/02/franca-e-primeiro-pais-a-banir-todos-os-cinco-pesticidas-ligados-a-morte-de-abelhas/?utm_source=social

    Mais uma fruta nativa CEREJA-DO-RIO-GRANDE

    FONTE:

    eugenia-involucratadeliciosa-cereja-do-rio-grande
    Nome científico: Eugenia involucrata DC.
    Nomes populares: cereja-do-rio-grande, cereja-nativa, cereja-do-uruguai, cereja-do-mato, araçazeiro.
    Família botânica: Myrtaceae
    Distribuição geográfica e habitat: ocorre de forma natural no Brasil, na Bolívia, na Argentina, no Paraguai e no Uruguai. No Brasil, ocorre desde São Paulo até o Rio Grande do Sul, nas formações florestais do complexo atlântico e nas florestas e cerrados da bacia do Paraná. Ocorre ainda no Mato Grosso do Sul, em Minas Gerais e em Goiás, nas florestas estacionais semidecíduas e nos cerrados “senso lato”. 
    Características geraisárvore de porte pequeno a médio, com  5 a 10 m de altura. Tronco ereto, com ramificações tortuosas, pouco suberoso, com casca acinzentada. Folhas simples opostas, lanceoladas, com pelos curtos nas nervuras, aromáticas e com pontos translúcidos. No inverno, há queda de parte das folhas velhas, com nova vegetação no início da primavera, quando floresce. Flores brancas, numerosas, pequenas, com odor agradável, usadas na indústria de perfumaria. Fruto baga, subglobosa ou globosa, com 3 cm ou mais, levemente pubescente, amarelado, velutino quando jovem, com uma semente grande castanho-clara. 
    Clima e solo: pode ser encontrada em temperaturas entre 8,2 a 24,7 °C, com chuvas uniformemente distribuídas na região Sul e periódicas, nas demais regiões. O regime de precipitação pluvial média anual pode ocorrer desde 1.000 mm, no estado de São Paulo, a 2.500 mm, no estado do Rio de Janeiro. Suporta geada. Requer solos de alta fertilidade, bem drenados, com textura areno-argilosa.        
    Usos: usualmente consumido ao natural, o fruto contém em média 74% de polpa, 24,5% de semente e 1,5% de casca. Pode ser usado para geleia, doces e licores.
    Curiosidades: é uma excelente espécie ornamental devido às suas folhas persistentes, de coloração verde-escura, brilhantes e lisas, que dão ao vegetal uma aparência vistosa, podendo ser utilizada na arborização de ruas estreitas, sob redes elétricas. Por atraírem a fauna silvestre, especialmente os pássaros, é indicada para plantios destinados à recuperação de áreas degradadas.

    segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

    Receitas de Inseticidas, Fungicidas e Repelentes para Hortas Agroecológicas

    Fonte: site semear e plantar

    Inseticida, fungicida, repelente biologico

    Vamos ver algumas receitas para fazer inseticidas, fungicidas e repelentes para pragas comuns em hortas biológicas.

    1 – Inseticidade de Alho

    Rale 10 dentes de alho com a varinha mágica, adicione 2 litros de água, mexa a mistura e deixe repousar por 24 horas. Após as 24 horas coe os 2 litros de preparado, misture com mais 5 litros de água e pulverize de imediato as plantas. Recomenda-se que faça uma pulverização por semana em dias secos e até 3 em dias de chuva.

    Ps. Um dos mais fortes inseticias, fungicidas e repelentes naturais. Serve para repelir pulgões, borboleta da couve, afideos, mosca branca e cicadelas.


    2 – Chorume de Urtigas

    Vai precisar de 1kg de urtigas frescas sem flôr, 10 litros de água e um recipiente onde possa misturar ambos. Coloque a água e as urtigas dentro de recipiente, mexa bem mexida a mistura, tape o recipiente e deixe repousar. Ao final de alguns dias devem aparecer algumas borbulhas no topo da misturar, essas borbulhas são sinal de que a fermentação está em curso. Quando deixar de ver essas borbulhas é sinal que o chorume de urtigas está pronto.
    Retire as urtigas, coe o liquido resultante da fermentação e guarde num local fresco e limpo.

    • Para repelir os pulgões das suas plantas, dilua 1 litro de chrume de urtiga em 10 litros de água e pulverize as plantas. Lembre-se que prevenir é o melhor remédio! Portanto pulverize as suas plantas semanalmente com este repelente mesmo antes das pragas atacar a sua horta biológica.
    • Para utilizar como adubo liquido natural, dilua 3 litros de chrome em 10 litros de água e regue as plantas.


    3 – Cebola
    A cebola é um excelente de todo o tipo de insectos.
    Corte uma cebola às rodelas, junte um pouco de água e rele no liquidificador ou com varinha mágica, filtre a mistura, junte dois litros de água e borrife as plantas com o preparado.


    4 – Hortelã
    O chã de hortelã tem se mostrado um excelente repelente de insectos.
    Coloque água a ferver e junte folhas de hortelã quanto baste, deixe ferver por 3 minutos, deixe arrefecer, coe e aplique de imediato depois de frio.


    5 – Vinagre com Oregãos
    Ferva o vinagre com oregãos durante três minutos como de estivesse a fazer um chã, deixe a arrefecer, coe e aplique nas folhas e caules das plantas, serve para repelir formigas, alguns insetos e lagartas.


    6 – Tomateiro
    Chã de folha de tomateiro tem ação inseticida contra pulgões. Ferva algumas folhas e pedacinhos de caule em 2 litros de água, deixe arrefecer e aplique de imediato nas plantas a tratar.


    7 – Chã de Cavalinha
    O chã de cavalinha é bom para afugentar insetos nocivos à sua horta.
    Vai precisar de 10 gr de cavalinha seca ou 30 gr de cavalinha verde.
    Ferva as folhas de cavalinha em 1 litro de água por 25 minutos. Dissolva a calda resultante em 9 litros de água.
    Deixe arrefecer e aplique nas plantas com um pulverizador.



    8 – Inseticida de Leite
    O leite é tembém ele um excelente inteticida e fungicida para a sua horta. Use uma porção de leite para dez de água. Num recipiente, misture 1 litro de leite e 10 de água, mexa bem a mistura e borrife as plantas a tratar.
      9 – Quadrados de papel ou plástico amarelo garrido
    Já é sabido que muitos insetos se sentem atraídos pelo amarelo. Para evitar pragas como a mosca branca e outros insetos nocivos para a suas plantas, coloque quadrados  grandes de papel ou plástico amarelos untados com mel (ou outra substância pegajosa) espalhados pela sua horta.
    amarelo mosca branca


    10 – Cinzas
    Espalhe cinzas de madeira pelo meio das suas plantas para evitar lesmas e caracóis. Além disso, as cinzas são um excelente fertilizante para as suas plantas.



    11 – Casca de Ovo
    As cascas de ovo bem trituras e colocadas junto aos pés das plantas, evita que lesmas e caracóis subam pelo pé e danifiquem a planta.


    12 – Ervas aromáticas
    Plantar ervas aromáticas pelos canteiros da sua horta, vai ajudar a repelir vários insetos nocivos. A hortelã, deverá ser presença obrigatória na sua horta.


    13 – Sabão de potassa
    Vai precisar de 10 l de água, 200 gr de sabão de potassa ou sabão azul, 100 ml de óleo vegetal (óleo Fula, de girassol, de milho etc)

    Em aproximadamente 5 l de água misturar 200 gr de sabão de potassa (se utilizar sabão sólido, diluir em água morna mexendo com frequência até completa diluição), misturar os 100 ml de óleo lentamente ir mexendo sempre. Para finalizar junte os outros 5 litros de água para terminar a calda.
    Deixe arrefecer e pulverize as plantas de preferência de manhã.

    sábado, 16 de fevereiro de 2019

    O Falso Pau Brasil

    fonte: appverde


    CAROLINA – ADENANTHERA PAVONINA





    Nomes populares: Carolina, Saga, Falso Pau-Brasil, Olho de Pavão
    Nome científico: Adenanthera pavonina
    Família: Fabaceae
    Árvore
    É uma espécie arbórea originária da Ásia muito utilizada para efeitos ornamentais e por seu ótimo sombreamento. Possui crescimento rápido e pode alcançar até 20 metros de altura.
    Árvore Carolina
    Tronco
    Apresenta um tronco liso de cor parda que chega a uma cor preta quando adulta. Costuma apresentar uma pigmentação branca em seu tronco.
    Tronco Carolina Adenanthera pavonina
    Folha
    Folhas compostas, bipinadas e alternas. Folíolos medindo cerca de 2 cm de comprimento, alternos, oblongos e ovados.
    Folha Carolina Adenanthera pavonina
    Folha Carolina Adenanthera pavonina
    Flores
    Flores pequenas de colocação amarelo ou creme que exala um cheiro doce aromático. Apresenta inflorescência com pedúnculo longo e racemos curtos.
    flor Carolina Adenanthera pavoninaflor Carolina Adenanthera pavonina
    Fruto
    Tem vagem estreita, achatada. De coloração quando imaturo de verde para marrom quando maduro. Sua vagem que se contorce em formato helicoidal quanto mais seco está, liberando assim suas sementes.
    fruto Carolina Adenanthera pavonina
    fruto Carolina Adenanthera pavonina
    Semente
    Conhecido pela sua resistência e por sua difícil germinação. Suas sementes tem a coloração vermelho brilhante. De formato globoso, achatado e duro.
    semente Carolina Adenanthera pavonina