Mostrando postagens com marcador pitanga. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador pitanga. Mostrar todas as postagens

sábado, 25 de março de 2017

Pitangueiras: como controlar pragas?



Suplemento Agrícola do Jornal O Estado de São Paulo


Há dois anos venho tendo problemas com um pé de pitanga que plantei há dez anos no quintal da minha casa, em Pinheiros, e cujas folhas, na sua maioria, estão com inúmeras bolinhas verdes, como se fossem pequenas ervilhas grudadas. Já tentei tirar as folhas infestadas, mas o problema reapareceu este ano e com uma incidência maior. O que fazer?
Julita de Rezende Rubim
SÃO PAULO (SP)

Tenho uma pitangueira que frutifica duas vezes ao ano. Uma vez, com muitos frutos, e outra, só com alguns. Na vez de muitos frutos (milhares), todos, ao amadurecer, têm bichinhos dentro. Como devo proceder para que isso seja evitado? Existe algum remédio?
Fausta Marisa Ricco Brianez
SÃO PAULO (SP)
Segundo o pesquisador Eduardo M. de C. Nogueira, do Instituto Biológico de São Paulo, com relação à doença da pitangueira, deve ser provocada por ataque do inseto Hymenoptera. \'Não há necessidade da utilização de produto químico para controlá-lo\', diz. Para amenizar o problema, ele recomenda uma poda de limpeza, retirando, com uma tesoura de poda, os ramos e folhas atacados, incinerando-os logo em seguida, para evitar que o inseto volte a atacar a planta. Deve-se também aproveitar e podar os ramos em excesso, mal posicionados, quebrados ou doentes para melhorar o arejamento e a insolação da planta, retirando-os do pomar e enterrando-os. \'Esse procedimento é suficiente para o controle deste inseto.\'
mosca-das-frutas


No caso dos bichinhos dentro da fruta de pitanga, Nogueira afirma que aparentemente se trata do ataque de mosca-das-frutas, que pode ser controlada por meio de armadilhas. O ideal é fazer uma isca atrativa, contendo de 150 a 200 mililitros de isca líquida, utilizando 50% de água mais 50% de um preparado de suco de frutas (uva ou laranja). A isca é colocada em garrafas plásticas (refrigerantes ou água mineral), fazendo, na parte central da garrafa, quatro furos (inferiores a meio centímetro), e devem ser penduradas, tampadas, sob a copa das árvores, sempre protegidas do sol. Cada armadilha serve para controlar dez plantas, devendo-se colocar o maior número possível de garrafas nas bordas dos pomares, principalmente próximos de matas e de outras fruteiras exóticas e silvestres. As moscas, atraídas pelo líquido no interior da garrafa, entram pelos furos e morrem.

Informações: Instituto Biológico, tel. (11) 5087-1742 / 5087-1743.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

O Potencial das pequenas frutas nativas - Projeto Sabor Nativo



O Projeto Sabor Nativo é desenvolvido pela Embrapa, com o apoio do Sebre, Finep e Fapeg. É voltado a inovação, a cooperação e visa contribuir com o fortalecimento da agroindústria regional, integrando seis empresas, cinco de Pelotas e uma de São Lourenço do Sul com o objetivo de produzir e colocar no mercado um lote com produtos inéditos, com frutas nativas e pequenas frutas da região de clima temperado.


video


Esta é a síntese da proposta que tende a aproximar ainda mais a comunidade dos resultados das pesquisas, considerando que de fato a prática da produção científica pode transformar e contribuir economicamente com a comunidade onde ela é implementada.


As empresas envolvidas são: Indústria de Doces Caseiros Crochemore, Fragole polpas, frutas e legumes congelados, Silvia Chocolates Artesanais (de São Lourenço do Sul), Sorvetes Tamaju, Arleti Tortas Diet e Valmatra.


AS FRUTAS

As frutas que foram utilizadas no projeto são ricas em propriedades nutricionais e medicinais. Entre elas podemos destacar:

Pitanga – Rica em vitamina E, C e substâncias não oxidantes; tem ação diurética, calmante, digestiva, antiséptica e refrescante; auxilia no combate à hepatite e inflamações da pleura; ajuda a controlar amigdalite e afta. Previne ou ameniza os sintomas de alguns cânceres como o de útero, cólon, boca, mama, próstata e pulmão. Anti-angliogênica evita a formação de vasos como varicoses e formação de novos tumores.

Butiá- Apresenta elevados teores de compostos fenólicos e atividade antioxidante, excelentes no combate aos radicais livres responsáveis pelo aparecimento de inúmeras doenças.

Araçá - Contém cálcio, fósforo e ferro; é rico em vitamina C; contém antioxidante natural; indicado no tratamento de prisão de ventre, gripes, resfriados e infecções.

fonte: http://www.cpact.embrapa.br/programas_projetos/projetos/sabor_nativo/index.php