Mostrando postagens com marcador pet. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador pet. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Consultório agrícola:moscas-das-frutas árvores frutíferas

Eliminação de frutos e armadilhas podem ajudar na produção

por João Mathias
Divulgação | Embrapa
Ferimentos na casca do fruto pode ser porta de entrada para insetos. Proteção e armadilhas podem ajudar a prevenir contra as pragas (Foto: Divulgação/Embrapa)
Tenho várias árvores frutíferas em meu quintal, mas não consigo comer nenhuma fruta. O pessegueiro, ameixeira, maracujazeiro, goiabeira e uvaieira, embora carreguem, nunca seguram os frutos, os quais ainda contêm bichos. Enquanto a videira, jabuticabeira e limoeiro geram pequena quantidade, que é consumida por pássaros, a macieira, guabirobeira e pereira, nem produzem, como a lichia, apesar de florada regular. Existe alguma solução?

Josmar Sebrenski
modelo de armadilha PET

Curitiba, PR

Os frutos do pessegueiro, ameixeira, maracujazeiro, goiabeira e uvaieira provavelmente estão sendo infestados por moscas-das-frutas do gênero Anastrepha obliqua, Anastrepha fraterculus e/ou Ceratitis capitata. As fêmeas adultas desses insetos introduzem os ovos abaixo da casca dos frutos, permitindo que as larvas se desenvolvam na polpa causando o seu apodrecimento. A contaminação por fungos e bactérias pode ocorrer devido ao ferimento provocado na casca do fruto no momento em que se deu a ovoposição. Os métodos de controle incluem eliminação dos frutos caídos ao chão, armadilhas feitas com garrafas PET e ensacamento dos frutos. Já os danos causados por pássaros podem ser evitados utilizando barreiras, como o ensacamento dos frutos ou utilização de telas protetoras no pomar.

Consultor: Diego Xavier, técnico de apoio do Instituto Agronômico (IAC), de Campinas, SP, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, tel. (11) 4582-7284, dxavier@iac.sp.gov.br

terça-feira, 18 de março de 2014

Faça uma estufa com bambu e pet

Estufa é criada com bambu e garrafa PET
17 de Março de 2014 • Atualizado às 16h17

Um novo modelo de estufa foi criado no Vietnã com o objetivo de agregar mais eficiência e sustentabilidade às hortas, jardins e outros tipos de plantação. Intitulada de Vegetable Nursery House, a estufa montada com bambu e garrafas PET ganhou destaque entre as soluções de arquitetura social e sustentável, e não só abriga as plantas, como também serve de dormitório para quem cultiva os vegetais.

A estufa feita com materiais de baixo custo foi criada pelos profissionais do 1+1>2 International Architecture Company, um importante escritório de arquitetura que se uniu ao grupo Ação para a Cidade, com objetivo de criar maneiras de espalhar hábitos de vida sustentável entre os habitantes de Hanói, capital do país asiático. As estruturas que abrigam os vegetais possuem área de 6 por 3,6 metros quadrados e, além de reaproveitarem materiais, também fazem reuso da água da chuva.

O projeto também buscou criar uma alternativa de moradia básica e improvisada para sobreviventes de catástrofes e pessoas em situação de rua, uma vez que a estrutura abriga o espaço de um dormitório ao mesmo tempo em que pode ser aproveitado para a produção de alimentos para a própria sobrevivência.

Assim, além de reduzirem os impactos das construções, as garrafas PET também ajudam no equilíbrio das temperaturas e na iluminação das plantas colocadas dentro da estufa, dando origem a uma atmosfera que também adequada para o descanso das pessoas. Fora isso, como o bambu e as garrafas são leves, fica fácil montar e transportar a estrutura de um lugar para outro. Com informações do ArchDaily.
 Redação CicloVivo

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Armadilha PET para Captura de Adultos de Moscas- das-Frutas em Pomares Comerciais e Domésticos

Neste sábado coloquei 10 armadilhas feitas com garrafas PET em um sítio para diminuir o ataque das moscas-das-frutas. Cinco com a solução baixo e cinco com vinagre de vinho tinto com água. Vamos avaliar qual solução vai ter mais eficiência na captura.

alexandre

Solução 1 , também utilizada para capturar mariposas fêmeas.
A solução que uso para as apanhar é utilizar uma garrafa de plástico e nessa garrafa faço um quadrado de 1cm de lado e dentro dela coloco um solução composta por agua, açucar e vinho. sendo que a mistura é feita num garrafão de 5 litros - 0,5kg açucar + 0,5litros de vinho tinto enchendo o restante com agua. 

Coloca-se 1 litro por garrafa e pendura-se na plantação fazendo triangulações de 20m a 30m, irá apanhar muitas mariposas femeas que procuram o açucar. 

Não irá erradicar a praga mas vai reduzir muito os estragos.

Em tempo: recomendações do Manso

Estou a ver que está a por em teste as minhas recomendações ;)

http://physalisperuvian.blogspot.pt/



http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/CNPAB-2010/34089/1/cit016.pdf

Quer saber mais sobre armadilha PET para mosca da fruta?
acesse a postagem

http://estagiositiodosherdeiros.blogspot.com.br/2011/10/armadilha-feita-com-pet-ajuda-combater.html

sábado, 18 de maio de 2013

Sistema de irrigação com garrafas PET! confira

Irrigação alternativa. Vamos experimentar para verificar se o sistema funciona. Quem já utilizou, por favor comente os resultados.ok
alexandre