Mostrando postagens com marcador guabiroba. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador guabiroba. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Os 10 Benefícios do Golden Berry (fisális) Para Saúde!


Fonte: http://www.saudedica.com.br/os-10-beneficios-do-golden-berry-para-saude/


Golden Berry é uma pequena fruta da árvore, conhecida popularmente como fisális, canapum, Saco de bode entre outros nomes. Cientificamente, a Golden Berry tem o nome de “Physalis peruviana“, e, ela é consideradas como um superalimento, pois é rica em em diversos nutrientes, antioxidantes que podem melhorar significativamente a saúde geral do corpo.
Golden Berry possui um baixo valor calórico. porém, uma elevada quantidade de vitaminas, minerais e principalmente em antioxidantes. Tais como, Polifenóis e carotenóides que são poderosos nutrientes extremamente benéfico para a saúde. Então, vamos dar uma olhada nos 10 Benefícios do Golden Berry Para Saúde.Golden BerryGolden Berry é uma excelente Fonte antioxidante: Os benefícios mais importantes da Golden Berry são derivados de seu alto teor antioxidante, o que os torna um suplemento nutricional ideal para a prevenção de certas doenças crônicas, incluindo certos tipos de cânceres, Pois, eles Ajudam a neutralizar os radicais livres, os subprodutos nocivos do metabolismo celular que pode provoca a mutação de células saudáveis em cancerosas. Além disso, estudos realizados mostraram que o os polifenóis, podem parar a propagação de diversos tipos de câncer, tornando-se um aliado na prevenção e no combate de varias doenças.
Golden Berry é um agente anti-inflamatória: Um dos outros efeitos dos antioxidantes é uma redução da inflamação. Se você sofre de artrite, gota, dores musculares, dor crônica, ou até hemorróidas. Pois, compostos anti-inflamatórios pode aliviar essas condições e aumentar a sua qualidade de vida. A inflamação das artérias e vasos sanguíneos também é muito perigosa para o sistema cardiovascular.
No geral a Golden Berry também são capazes de melhorar a saúde do coração pela redução da pressão sobre o sistema e impedir que o desenvolvimento de aterosclerose e doença cardíaca coronária. Ele efetivamente reduz a pressão arterial e ainda diminui os sintomas de hipertensão e dá alívio para o seu coração.
Benefícios da Golden Berry Na Perda de Peso: Golden Berry é um alimento de baixa valor calórico (apenas 53 calorias por 100 gramas), elas são uma opção interessante para quem está tentando perder peso. Além disso, Estas pequenas frutas possui uma grande quantidade de nutrientes essencial, além de não possuírem gorduras ou calorias vazias. portanto, a Golden Berry é uma boa opção de alimento para um emagrecimento saudável.
Golden Berry é Rico em Ácidos Graxos: Embora muitas pessoas pensam que as gorduras são coisas ruins para colocar em nosso corpo, porém, nós realmente precisamos de uma grande variedade de ácidos graxos essenciais para muitos dos processos naturais em nosso corpo. Por exemplo, o ácido oleico e linoleico presente na Golden Berry ajudam a diminuir a quantidade do colesterol “ruim” em nosso corpo e restabelece o equilíbrio do colesterol “Bom”.
Golden Berry é Rico em Withanolide: Você não costuma ouvir muito esse nome, né? como eles são muito raros, porém são encontrados na Golden Berry. Estes compostos orgânicos, semelhantes aos encontrados no ginseng, são poderoso antioxidante e agentes anti-inflamatórios que podem provoca apoptose, ou a morte de células cancerosas, e pode retardar ou mesmo inverter a proliferação das células cancerosas por todo o corpo.
Benefícios da Golden Berry Para Diabetes Tipo II: Alguns dos compostos encontrados na Golden Berry podem retardar a decomposição e a ingestão de açúcares simples. Isto significa que o corpo e a corrente sanguínea não é sobrecarregada com açúcares, e os receptores de insulina sejam devidamente regulamentadas. Além disso, grandes picos de açúcar no sangue são a principal causa de diabetes, e pode ser muito perigoso para as pessoas que sofrem desta condição, o que significa que as Golden Berry são benéficas na prevenção e no tratamento para a diabetes tipo II.
Benefícios da Golden Berry Para fígado e Rim: Golden Berry são ricas em withanolides, eles são associado a uma redução de lesões no fígado e uma reversão da degradação do fígado. Além disso, As Golden Berry são bastante benéficas para a saúde renal, ajudando a eliminar toxinas, estimulando a micção e a eliminação do excesso de gorduras, sais e toxinas do sistema linfático.
Benefícios da Golden Berry Para Saúde dos Olhos: A Golden Berry são uma excelente fonte em carotenóides, este composto é benéfico para a saúde dos olhos. pois, os Carotenóides ajudam na eliminação do estresse oxidativo no sistema ocular, impedindo o desenvolvimento de catarata e retardando o aparecimento de degenerações maculares, mantendo a sua visão em ordem.Golden Berry-canapumBenefícios da Golden Berry Para Sistema Imunológico: O significativo nível de vitamina C(quase 15% da ingestão diária recomendada) numa única porção de Golden Berry torna este um fruto muito importante para o sistema imunológico. Pois, a Vitamina C (ácido ascórbico) estimula a produção de glóbulos brancos do sangue e também tem algumas propriedades antioxidantes. Além disso, a vitamina C é um componente chave na produção de colágeno, que é o que o corpo precisa para reparar e produzir células, tecidos, órgãos e vasos sanguíneos.

ATENÇÃO: O consumo de Golden Berry verdes podem ser venenosas, assim que pegá-los na natureza geralmente não é recomendado. Além disso, se você sofre de uma alergia a outros frutos, não se esqueça de falar com seu médico. Apesar da Golden Berry são mais estreitamente relacionados às plantas erva-moura do que cerejas ou outros frutos, o potencial alergênico é a mesma coisa.

quinta-feira, 16 de março de 2017

GABIROBA → DELÍCIA DE FRUTA NATIVA! VEJA *AQUI* PARA QUE SERVE




Fonte site: 

Gabiroba

Tem fruta que a gente nem sabe que existe, outras a gente até já ouviu o nome mas nunca cheirou, saboreou. E elas são nossas, frutas nativas das matas brasileiras - e não só pois também são nativas na Argentina, Uruguai e uma variedade de países latino-americanos.

O que é a gabiroba?

Gabiroba tem vários tipos, uma das matas tropicais úmidas conhecida como gabiroba-açu ou gabiroba-da-Amazônia, Campomanesia lineatifolia, outra que nasce no cerrado, a gabiroba miúda, comum e a mais saborosa, Campomanesia laurifolia.
Fora essas também há a gabiroba-do-campoCampomanesia adamantium, a gabiroba-do-litoral, Campomanesia guaviroba, que também é chamada de guavira e se dá na região de Mata Atlântica mais próximo dos rios. Campomanesia xanthocarpa, a gabiroba arbórea e, no entanto, a mais estudada para uso medicinal.
Como você pode ver, gabiroba, guavira, guabiroba e outros nomes semelhantes são espécies de Campomanesia, um gênero frutífero das Myrtaceae, família muito diversificada e abundante no nosso continente americano onde também estão outras frutas nativas.
Vale conhecer, provar, estudar essa nossa fruta nativa, uma das muitas ameaçadas de extinção pelo mau uso que fazemos dos recursos naturais.

Usos para a gabiroba

Cada região de gabiroba também tem seus usos preferidos - toda gabiroba é comestível, toda casca de gabiroba amarga na boca, toda gabiroba tem propriedades curativas mas, nem em todo lado é usada do mesmo jeito.
No Cerrado, usa-se todo tipo de fruta que aparece e a gabiroba não fica atrás. É preferida pelo sabor mais acentuado (o sol do cerrado contribui) para doces, licores, sorvetes e sucos.

Informações nutricionais

Gabiroba tem baixo teor calórico, muita fibra de boa qualidade, bastante ferro e cálcio.

Usos na medicina popular

gabiroba 2

Reduzir os níveis de glicose no sangue, para anemia e fraqueza

Na medicina populargabiroba é usada para reduzir os níveis de triglicerídeos e glicose no sangue, em casos de anemia e enfraquecimento generalizado.

Infusão da pele dos frutos para disenteria

A infusão da pele dos frutos da gabiroba é usada no tratamento de processos catarrais, diarreia, disenteria.

Chá de folhas: bom para a memória e muito mais

Das folhas se faz um chá para redução do colesterol e que também ajuda a fortalecer a memória, trata disenteria, regula o intestino e elimina catarro da bexiga e do útero. Com o mesmo chá de folhas se combatem os sintomas da gripe.

Infusão da casca da árvore para problemas urinários

A infusão da casca da árvore se usa para tratar problemas urinários diversos e, o banho de assento reduz as hemorroidas. Já o banho das folhas é um poderoso relaxante muscular.

Para feridas e infecções da boca

A medicina indígena aplica a gabiroba (folhas, casca do tronco e caules) para tratar feridas e infecções na boca, dor de dente, contusões, dor de barriga e induzir o parto.
Mas, não se deve mastigar a casca das frutas ou suas sementes pois, estas contêm compostos que são tóxicos ao nosso organismo.

Usos na mata

As gabirobas, árvores de porte baixo a médio (até 8 metros), são bastante usadas em paisagismo urbanos, na recuperação de áreas degradadas, como planta atrativa de abelhas e insetos polinizadores, na recuperação de matas ciliares.

domingo, 16 de outubro de 2016

A guabiroba quase desapareceu na cidade de São Paulo

Fruta nativa do Cerrado, a guabiroba quase desapareceu na cidade de São Paulo

by Ricardo Cardim
??????????
Tempo de guabiroba era a alegria de muitos paulistanos no passado. Os campos cerrados, nativos na cidade, ficavam com arbustos repletos dessa pequena goiabinha amarela de casca lisa, muito doce e não enjoativa, e bem diferente de seus primos goiaba e araçá.
Com o crescimento da metrópole nos últimos 50 anos, os campos cerrados praticamente desapareceram, e com eles, os pés de guabiroba (Campomanesia pubescens), já que é fruta "do mato" e não cultivada. Assim, sobreviveu na memória da infância dos mais velhos.
Com a moda crescente de plantas estrangeiras nos jardins e paisagismo, hoje é uma super raridade. Em São Paulo, você pode experimentar itens como trufas negras ou caviar beluga,  mas guabiroba não, por mais dinheiro que tenha.
??????????
Onde sobrou os arbustos de guabiroba em São Paulo? Julgo que menos de 20 exemplares na malha urbana, espalhados nos trechos de cerrado do Campus da USP no Butantã (vários foram destruídos nesse ano pela absurda obra do Centro de Convenções), no Parque do Carmo e em um grande terreno baldio no bairro do Morumbi, perto do Clube Paineiras.
Coletamos uma pequena parte desses frutos (70% ficou para a fauna manter a espécie) e plantamos em nosso viveiro. Se der certo, a ideia é levá-la de volta para alguns parques da metrópole e reapresentá-la aos paulistanos.
Um pé de guabiroba muito antigo, sobrevivente da época em que toda a região do Butantã e Morumbi eram campos cerrados nativo nos campos cerrados paulistanos
Um pé de guabiroba muito antigo, sobrevivente da época em que toda a região do Butantã e Morumbi eram campos cerrados 
Ricardo Cardim
Ricardo Cardim | 04/12/2014 às 10:49 | Tags: arbustos ornamentaisarbustos para paisagismo,árvores frutíferasárvores veteranas de guerrabiodiversidadeCampomanesia pubescens,campos cerradoscampos de piratiningaespécies comestíveis do cerradoespécies para jardins,frutas de São Paulofrutas do campofrutas do cerradofrutas nativasfrutas rarasgabiroba,gabiroba do campogastronomia sustentávelguabirobaplantas ameaçadas de extinção em são pauloplantas ornamentais São Pauloplantas rarasveteranas de guerra | Categorias:arborização urbanaÁrvores de São PauloÁrvores históricas de São Pauloárvore urbana,árvoresárvores antigasárvores brasileirasárvores frutíferasárvores nativasárvores ornamentaisárvores veteranas de guerraBiodiversidade paulistanaBotânicacampos cerrados em São Paulocerrado em São Paulofrutas brasileirasmeio ambiente urbanomeio ambiente urbano em São Paulopaisagismopaisagismo sustentávelplantas nativasSão Paulo,sustentabilidade urbana | URL: http://wp.me/phu1c-1iS
Comentário   Ver todos os comentários
Cancele a assinatura para não receber mais posts de Árvores de São Paulo.
Altere as configurações do seu e-mail em Gerenciar Assinaturas.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Mondini Plantas: Como Cultivar Guabiroba



A Guabiroba é uma planta que se estende pelo Brasil todo. Seu cultivo é fácil por ser uma planta rústica não requer muitos cuidados. Nesse vídeo irei explicar Como Cultivar Guabiroba.

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Uvaia e Araça, conhece estas frutas e seus COMPOSTOS BIOATIVOS??



COMPOSTOS BIOATIVOS EM FRUTAS NATIVAS AMARELAS – ARAÇÁ, GUABIROBA, UVAIA, MARACUJÁ E BUTIÁ
 Elisa dos Santos Pereira1 ; Daniela Coelho dos Santos2 ; Marina Vighi Schiavon3 ; Priscila Cardoso Munhoz4 ; Márcia Vizzotto5 1 Graduanda em Nutrição , Universidade Federal de Pelotas, lisaspereira@gmail.com 2 Graduanda em Nutrição, Universidade Federal de Pelotas, danielacoelho.nutri@gmail.com 3 Graduada em Química de Alimentos, Universidade Federal de Pelotas, marina.vighi@gmail.com 4 Graduanda em Viticultura e Enologia, Universidade Federal de Pelotas, prika.c.m@hotmail.com 5 Eng. Agro, Pesquisadora, Embrapa Clima Temperado, Br 392, Km 78, Pelotas – RS, marcia.vizzotto@embrapa.br


Dentre a grande biodiversidade existente nos biomas brasileiros, encontram-se as fruteiras nativas. Esses frutos apresentam um potencial de mercado interessante, além da exploração para o consumo in natura ou na forma de sucos, geléias, doces, licores e outros produtos. As frutas nativas, em sua grande maioria, são …‘•‹†‡ƒ†ƒ•ƒŽ‹‡‘•‹…‘•‡… anticancerígenos, são capazes de diminuir a concentração de radicais livres no organismo inibindo a oxidação celular. Devido a essa ação, estudos epidemiológicos evidenciam que esses compostos possuem capacidade de combater e prevenir doenças crônicas, incluindo doença cardíaca coronária, câncer de próstata, diabetes, ‘•‡‘’‘‘•‡a população está mais consciente quanto à necessidade de incluir frutas na dieta, principalmente frescas onde suas características sensoriais são preservadas.

 O presente trabalho tem por objetivo caracterizar os compostos antioxidantes presentes em frutas nativas de coloração amarela. As frutas foram coletadas no campo experimental da Embrapa Clima Temperado e imediatamente levadas para o Laboratório de Ciência e Tecnologia de Alimentos onde foram congeladas até o momento das análises. Foram feitas análises de compostos fenólicos totais utilizando o reagente Folin-Ciocalteau, carotenóides e atividade antioxidante total utilizando o radical estável DPPH.

As cinco espécies analisadas foram uvaia, maracujá (casca+polpa) e maracujá (semente), guabiroba, butiá e araçá amarelo. A fruta que mais se destacou pela alta concentração de compostos fenólicos foi a guabiroba (2783,3mg do equivalente em ácido clorogênico/100g de amostra fresca), seguido do butiá (636,0 mg do equivalente em ácido clorogênico/100g de amostra fresca) e do araçá amarelo (410,3 mg do equivalente em ácido clorogênico/100g de amostra fresca). A menor concentração de compostos fenólicos foi observada na uvaia e no maracujá, tanto na polpa+casca como na semente. A semente do maracujá, mesmo estando entre os menores valores, foi a parte da fruta que apresentou valores mais elevados de compostos fenólicos.

 No entanto, os carotenóides não foram encontrados no maracujá analisado ‡••‡ƒ„ƒŽŠ‘de amostra fresca) foi superior a todos os outros frutos, seguido da guabiroba (7,5 mg do equivalente em  foi a fruta que mais se destacou pela sua atividade antioxidante, sendo essa mais de duas vezes superior a do „‹ž‡•‡‘„•‡ƒƒ‰ƒ†‡†‹‡•‹†ƒ†‡ƒ…‘…‡ƒ­ ‘ de compostos bioativos e na atividade antioxidante das diferentes frutas nativas de coloração amarela. A guabiroba é uma fruta de destaque pela elevada concentração de compostos fenólicos e elevada atividade antioxidante.