Mostrando postagens com marcador chá. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador chá. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Plantas medicinais-coletanea-de-saberes




A idéia de organizar esta coletânea de saberes referentes às plantas medicinais vem de longa data. É um trabalho muito mais de pesquisa do que de criação. O tema é apaixonante e encontra-se disperso em vasta literatura, di- ante disto sentimos a necessidade de fornecer um material de apoio às pesquisas escolares, à comunidade em geral para que possa ser lido e lembrado em qualquer momento. Inúmeras fontes foram consultadas e nas bibliografias locais são en- contradas diversas referências de trabalhos realizados nos diferentes bi- omas do Estado de Mato Grosso.

domingo, 2 de abril de 2017

Alecrim: o chá que alegra a alma e cura o corpo



alecrim-chá
O alecrim (Rosmarinus officinalis) é um arbusto perene, com lindas flores pequeninas (azuis, rosas, brancas), fortemente aromático, originário das encostas ensolaradas da região mediterrânica. O seu nome, rosmarinus, significa “orvalho do mar” e assim foi denominado pelo forte aroma que exala quando cresce livre e espontaneamente. É com esse aroma, e não só, que o alecrim alegra a alma e cura o corpo.
Esta é uma erva solar, não só porque adora estar a pleno sol mas também porque eleva a sensação de bem estar de quem a usa.
Seu uso culinário, medicinal e religioso remonta, pelo menos, à Idade Média, quando já era usado como defumador tanto em rituais como para a cura de determinadas doenças (ou para espantar os espíritos que as originavam) e também como condimento alimentar, em alcoolatos como tônico, temperando vinhos e licores.
É muito fácil de cultivar do alecrim, pois basta você fazer estacas dos ramos mais grossos deixando sem folhas a parte que vai na terra. Esta é uma erva rústica, que não gosta de muita água mas não prescinde dele também, aguenta solos pedregosos e se dá bem em solos calcários, mas não gosta de vento, portanto, mantenha o seu pé de alecrim num canto mais protegido. Alecrim adora sol direto e não aceita poda ou corte de seus ramos, antes dos 2 anos de idade, mesmo que seja para um chazinho (se for preciso, tire sempre só as folhas, de baixo para cima, as mais velhas, nunca as das pontas.
A flor do alecrim é muito procurada pelas abelhas que, com seu néctar produzem um mel de qualidade excepcional e que mantêm as propriedades curativas atribuídas à planta que o origina.
Na medicina popular o alecrim é associado, há séculos, à manutenção da boa memória, fato esse que vem sendo estudado pelo médico Chris Van Tulleken, e que você pode ler no nosso artigo anterior sobre esta planta.
Mas também para “levantar o ânimo”, ajudar você a ultrapassar aqueles momentos mais difíceis e tristes da vida, “dar a volta por cima” e adotar a resiliência como filosofia de “bem viver”. Também é ótimo para “aligeirar o coração pesado” para o que basta você colocar um ramo de alecrim numa jarra de água e ir tomando essa água aromatizada durante o dia.A verdade é que o consumo do chá de alecrim, ou sua água aromatizada, tem um efeito tão bom que, pode-se dizer, “alegra a alma” e, quando a alma se alegra o corpo se cura.
O primeiro perfume que recebeu nome, no século XIII, era feito com alecrim, Trata-se da “Água da Rainha de Hungria”, receita alquímica que, na época, era feita com óleo de terebentina (poderoso antireumático de uso tópico) e alcoolato de alecrim, alfazema e poejo e usado como tônico revigorante que era passado no corpo. Atualmente já não se usa o óleo de terebentina pois este tem efeito acumulativo altamente alergênicos mas, você pode fazer uma “Água de Hungria” modificada com a seguinte receita abaixo:
Receita de “Água da Rainha de Hungria”
  • 4 gotas de óleo de alecrim
    6 gotas de óleo de limão siciliano
    2 gotas de óleo de laranja
    5 ml de água de flor de laranjeira
    5 ml de água de rosas
    40 ml de 90% de álcool de cereais

Propriedades medicinais do alecrim

Vários estudos científicos já comprovam as propriedades medicinais do alecrim, em pó, extrato, óleo, chá ou como condimento alimentar.
Esta planta é usada para tratar doenças do fígado, falta de apetite e fraqueza geral, como antisséptico e adstringentesistema nervoso (estimulante de pessoas enfraquecidas), dores reumáticas, depressãogases intestinais, debilidade cardíaca, falta de apetite, cicatrização de feridas, dor de cabeça de origem digestiva; problemas no fígado, no intestino, nos rins, nos pulmões e na vesícula, além de respiratórios; cansaço físico e mental, celulite, colesterol, azia e insônia.
Já se estuda seu uso também nos tratamentos de câncer da próstata, como antibiótico específico, em problemas como colite e no combate a inflamações acneicas dentre outros vários estudos disponíveis para pesquisa.


Fonte: Greenme - Alice Branco 

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

CHÁ DE ARRUDA NO CONTROLE DE PULGÕES



O chá de arruda pode ser usado como defensivo alternativo para controle de pulgões.





Modo de preparo:

  1. Cozinhar as folhas da arruda em água por alguns minutos;
  2. Coar, misturar mais água e pulverizar;
  3. A quantidade de água a ser misturada ao chá variará de acordo com os resultado observados após a aplicação. Se o controle da praga não foi total, deve ser misturado menos água ao chá, para que ele fique mais forte.

Outra Receita com arruda:

Ingredientes:
  • 8 ramos de 30 centímetro de comprimento com folhas; 1 litro de água;
  • 19 litros de água com espalhante adesivo de sabão de coco.
  Modo de Preparo e Uso:

  1. Bater os ramos de folhas de arruda no liquidificar, com 1 litro de água. 
  2. Coar com pano fino e completar com 19 litro de água. 
  3. Acrescentar na solução, espalhante adesivo.

FONTE:  PEREIRA, W. H. Práticas alternativas para produção agropecuária agroecológica. EMATER-MG. Disponível em: http://www.ciorganico.agr.br/wp-content/uploads/2012/09/Manual_de_Praticas_Agroecol%C3%B3gicas-Emater1.pdf

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Conheces a vinagreira ou hibisco? Veja os benefícios do chá.


Transplantadas mudas que ganhei dos amigos Radalesque Coleone eVera Coleone.
 Sobraram cinco, vou plantar no lugar definitivo em março.


Há pouco mais de um mês, comecei a tomar o chá de hibisco e os resultados realmente são bem interessantes. Para explicar os seus benefícios, escalei a nutricionista Carla Rodrigues.

O chá é feito de quais substâncias?
O hibisco usado no chá é o hibiscus sabdariffa. Ele é diferente da flor ornamental hibisco rosa-sinensis, muito comum nos jardins. É originário da Ásia e da África, já sendo introduzido no Brasil como alimento funcional.
Quais são as características do chá de hibisco?
O hibiscus sabdariffa é definido como planta medicinal, possuindo propriedades antiespasmódicas, diuréticas, digestivas, também utilizado como laxante suave, corante, aromatizante e calmante. Atualmente, a planta vem sendo utilizada como coadjuvante no tratamento da obesidade e na modulação do equilíbrio orgânico.
Por ser rico em flavonoides, o chá como poderoso antioxidante, auxiliando no combate aos radicais livres, protegendo o coração de doenças e a pele do envelhecimento.
Quais os benefícios do chá de hibisco?
- Age como antioxidante
- Reduz as taxas de lipídeos e glicose no sangue
- Ajuda a normalizar a pressão arterial e é diurético
- Ajuda nas constipações intestinais
- Retarda o envelhecimento da pele
- Diminui a formação de colesterol
- Ajuda a emagrecer
foto (1)
De que forma o chá auxilia no emagrecimento?
É termogênico, estimula a queima de gordura corporal. Essas bebidas são coadjuvantes no emagrecimento e podem ser utilizadas em conjunto. Para a eficácia no tratamento da redução de peso, é fundamental completar com mudanças na alimentação e praticar exercícios regularmente,Junto com o chá verde fazem uma dupla dinâmica para derreter as gordurinhas,
O chá de hibisco auxilia no combate ao inchaço? E também naquele inchaço do período menstrual?
Sim, ajuda a eliminar as toxinas do organismo, responsáveis pela retenção de líquidos, inclusive o inchaço do período menstrual (aumento dos hormônios)
Qual a maneira correta de fazer o chá?
Para um melhor aproveitamento do chá é indicado fazer a infusão e evitar a adição de açúcar. Caso não conseguir, coloque mel. O ideal é tomá-lo diariamente entre as principais refeições do dia, fazendo somente a quantia que irá beber no dia para que o chá não oxide e perca as propriedades medicinais.
Modo de fazer
- Coloque uma colher de chá de hibisco em uma xícara de água fervente e deixe ferver por 3 minutos. Apague o fogo e deixe em infusão por 5 minutos. Coe e beba.
- Evite reaquecer o chá depois de pronto, para evitar que ele perca as propriedades. O chá pode ser consumido aquecido ou gelado, dependendo da temperatura ambiente e do gosto.
O chá é comercializado em outras variações, como em pó ou em cápsula. Os benefícios são os mesmos?
Sim com algumas pequenas variações
foto (2)
E o chá de caixinha, que vem triturado? É recomendado?
Pode ser usado sim, mas o ideal sempre é in natura(não triturado).

fonte: http://wp.clicrbs.com.br/barradecereal/2013/09/09/conheca-os-beneficios-do-cha-de-hibisco-que-auxilia-no-emagrecimento/?topo=13,1,1,,,13