Mostrando postagens com marcador alimentação saudável. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador alimentação saudável. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Ora Pro Nobis (Pereskia sp) - Planta Alimentícia e Medicinal



NOMES POPULARES: Ora-pro-nóbis, Orapronóbis, Carne dos pobres, Lobodó, Lobrobó, Labrobó, Orabrobó, Rosa madeira, Groselha de barbados, Groselha da américa.

NOME CIENTÍFICO: Pereskia aculeata.

UTILIDADES: Alimentícia e medicinal.

NÃO TEM NENHUMA TOXICIDADE E NÃO TEM CONTRA INDICAÇÕES

Há diversas variedades de ora-pro-nóbis sendo qua a mais adequada ao consumo alimentício é a mostrada no vídeo pois tem um sabor agradável, as demais variedades diferem dessa nas cores das flores e possuem um sabor um pouquinho amargo.
É rica em proteínas, ferro, cálcio, fósforo, zinco e aminoácidos.

Possui todos os aminoácidos essenciais e em maior quantidade a lisina e o triptófano.
Possui 4 vezes mais vitamina C que a laranja.
Cerca de 25% das folhas são proteína pura sendo que 85% delas são de fácil digestão e aproveitadas pelo ser humano.

É rica em fibras e betacaroteno. ajuda a recompor a flora intestinal, a regular o intestino e o colesterol.
O pólen das flores é quase 100% proteína, para obter deve-se colher as flores bem cedo antes que os insetos as polinizem.

É rica em ácido fólico, essencial na gravidez.
Come-se as folhas e as flores cruas ou em saladas, e come-se as folhas refogadas ou cozidas com outros alimentos.

AS FOLHAS DESIDRATADAS PODEM SER TRITURADAS OU MOÍDAS FORMANDO UMA FARINHA RICA EM PROTEÍNAS, SAIS MINERAIS E AMINOÁCIDOS E QUE PODE SER USADA EM BOLOS, PÃES E BISCOITOS, E QUE TAMBÉM PODE SER ARMAZENADA POR UM BOM TEMPO.

Produz um fruto amarelado com espinhos, mas que pode ser comido e tem valor medicinal no combate a sífilis.
É recomendada como alimento a gestantes, pessoas com anemia e com prisão de ventre.
Na medicina popular as folhas são aplicadas sobre queimaduras para evitar infecções e acelerar a recuperação.

O consumo das folhas é indicado para que tem anemia.
O chá das folhas é usado como depurativo do sangue e tônico, é eficaz no tratamento de cistites, úlceras e problemas de pele.
mudas ora-pro-nobis

O consumo frequente das folhas previne o aparecimento de varizes, câncer de intestino, hemorróidas, diabetes e colesterol alto.

CURIOSIDADE: o nome popular, ora-pro-nobis (“rogai por nós”) vem do latim e se deve ao fato de, segundo a lenda, nos tempos do ciclo do ouro, na Vila de São José, onde hoje se tem Sabará, São João del-Rey, Ouro Preto e Tiradentes, padres europeus residentes, aproveitando a robustez dos espinhos espalhados por toda ela, fazerem cercas vivas com a planta para circundar as igrejas. Em pouco tempo, as qualidades gastronômicas da planta ficaram conhecidas, sobretudo pelos mais pobres do local, que passaram a consumir as folhas como mistura na alimentação diária, fazendo com que ficasse conhecida como carne dos pobres, também por conta de suas proteínas.
Sem o desejo de verem desfolhados seus arbustos espinhosos, os padres vigilantes estavam sempre de prontidão na defesa das cercas. Somente baixavam a guarda durante os sermões da missa, rezada em latim, momento em que os desvalidos apreciadores da iguaria aproveitavam para fazer sua colheita.
Durante o sermão, na ladainha em que se pede aos santos para rogarem por nós, a frase em latim era repetida – ora pro nobis – servindo de deixa e de nome ideal para o alimento recém-descoberto. A ladainha de todos os santos estendia-se por longos minutos.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Sementes de girassol: descubra os benefícios

Fonte: http://www.ecycle.com.br/index.php
semente de girassol
Além de serem baratas e encontradas com relativa facilidade em mercados, as sementes de girassol são ricas em nutrientes que fazem bem para o nosso organismo. Confira na lista abaixo os benefícios das sementes de girassol:

Aliviam o estresse:

Por conterem magnésio, as sementes de girassol acalmam, aliviam estresse e enxaquecas. As sementes também contêm triptofano e colina, que ajudam no combate à ansiedade e à depressão; a colina também melhora a função cerebral e auxilia a memória.

Combatem o câncer:

As sementes de girassol têm selênio que previnem câncer, aumentando a reparação do DNA e impedindo a multiplicação de células cancerosas. O óleo de girassol também é rico em carotenoides que ajudam no controle de danos celulares, evitando o risco de desenvolvimento de cânceres de pulmão, de pele e de útero.

Reduzem o risco de infecções em bebês:

As sementes de girassol reduzem o risco de infecção em lactantes e previnem distúrbios como o parto prematuro e baixo peso ao nascer. Bebês prematuros têm mais chances de desenvolverem infecções por conta de seus órgãos subdesenvolvidos.

Previnem o envelhecimento precoce:

A vitamina E presente nas sementes de girassol ajuda na prevenção dos danos dos radicais livres à pele e danos causados pelo sol; previne também as cicatrizes e aparência de rugas. O betacaroteno presente nas sementes de girassol torna a pele menos sensível ao sol e outros oxidantes presentes protegem a pele de danos ambientais, evitando sinais de envelhecimento.

Têm propriedade hidratante:

O óleo de semente de girassol age como hidratante.

Previnem a perda de cabelo:

As sementes de girassol contêm vitamina B6, que previne a perda de cabelo, pois aumenta o suprimento de oxigênio para o couro cabeludo.

Estimulam o crescimento de cabelo:

Por conterem zinco, as sementes de girassol promovem o crescimento do cabelo. A vitamina E também estimula o crescimento do cabelo pois aumenta a circulação sanguínea para o couro cabeludo, porém deve ser consumida com moderação (excesso de zinco e vitamina E pode causar perda de cabelo).

Hidratam o cabelo:

óleo de semente de girassol possui ácidos graxos ômega 6 que evitam o desgaste do cabelo, sendo um hidratante natural.

Protegem a pele:

A vitamina E presente nas sementes de girassol ajudam a proteger a pele dos raios ultravioletas prejudiciais e proporciona uma pele brilhante e jovem.

Ajudam na manutenção da pele:

O cobre presente nas sementes de girassol mantêm a pele saudável e a protege contra os raios ultravioletas.

Combatem acne e problemas de pele:

O óleo de semente de girassol possui ácidos graxos essenciais, como os ácidos linoleico, palmítico, esteárico e oleico, estimulando a formação de colágeno e elastina e tornando a pele macia e suave. Os ácidos graxos têm propriedades antibacterianas que protegem a pele de bactérias, reduzindo a acne. O óleo de semente de girassol pode aliviar eczemas e dermatite, protege também a pele de bebês nascidos prematuramente, reduzindo os riscos de infecção de pele.

Previnem danos de radicais livres:

A vitamina E presente nas sementes de girassol é um antioxidante solúvel em gordura que neutraliza os radicais livres e os impede de danificarem as células cerebrais, as membranas celulares e o colesterol - ajuda também a manter a circulação sanguínea e a produção de glóbulos vermelhos.

Promovem a formação de células:

O girassol contém ácido fólico, essencial para a produção de um novo DNA, que é necessário para a formação de novas células. O óleo e a semente de girassol são muito recomendados para o consumo das mulheres grávidas por este motivo.

Previnem a artrite:

O óleo de semente de girassol reduz os sintomas da artrite, além de prevenir e ajudar no tratamento da artrite reumatoide.

Previnem a asma:

A semente de girassol ajuda a prevenir a asma e sintomas relacionados.

Previnem a catarata:

Por ser rica em carotenoides, a semente de girassol ajuda na prevenção de cataratas. O óleo contém vitamina A, que ajuda na saúde ocular.

Previnem a osteoporose:

As sementes de girassol contêm proteínas que ajudam na reparação do tecido muscular e auxiliam em várias funções enzimáticas do corpo. A proteína também é essencial para o desenvolvimento ósseo e, por conta disso, previne a osteoporose, ajudando no desenvolvimento adequado da matriz óssea, auxiliando na força óssea.

Ajudam na digestão:

Por conter um alto teor de fibras dietéticas, a semente crua de girassol pode ajudar na digestão e curar a constipação.

Previnem doenças cardiovasculares:

A vitamina C, presente nas sementes de girassol, ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares e a vitamina E impede que os radicais livres oxidem o colesterol. Se oxidado, o colesterol adere às paredes dos vasos sanguíneos e provoca aterosclerose, que pode levar a ataques cardíacos, artérias bloqueadas ou AVC.

Reduzem o colesterol:

A semente de girassol tem um alto teor de fitoesteróis, fibras ou compostos que reduzem o colesterol.

Aliviam a congestão no peito:

A semente de girassol serve como remédio natural para ter alívio da congestão do peito.

Produzem energia:

As sementes de girassol contêm a vitamina B1, que estimula os catalisadores celulares ou enzimas para reações químicas, sendo requerido pelo corpo para derivar energia dos alimentos. Os girassóis contêm cobre, que ajudam na produção de energia a nível celular.

Mantêm o sistema imunológico saudável:

Por conter zinco, as sementes de girassol ajudam a manter o sistema imunológico saudável, sendo úteis também na cicatrização de feridas, além de manterem afiados os sentidos olfativo ou degustativo.

Mantêm o sistema digestivo saudável:

A semente de girassol contém vitaminas B, que são essenciais para um sistema digestivo saudável e para a produção de energia.

Relaxam os nervos:

Por conter magnésio, as sementes de girassol fazem com que nossos nervos fiquem relaxados.

São fontes de antioxidantes:

Antioxidantes como o selênio e a vitamina E estão presentes na semente de girassol - eles impedem ou limitam o dano oxidativo às células, protegendo de doenças como diabetes, câncer e doenças cardiovasculares.

terça-feira, 11 de abril de 2017

Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta


 

Foto: Reprodução
Você certamente já deve ter ouvido falar na goji berry. É a sensação do momento nas dietas. É uma fruta que cresce em arbustos e tem origem no sul da Europa e da Ásia (principalmente China, Mongólia e nas montanhas do Himalaia).

A seguir, confira as dicas da nutricionista Bárbara Riboldi, da Clínica Nutrissoma.
Por que a goji berry faz tanto sucesso?
Ele se destaca por ter várias propriedades benéficas à saúde. É uma fruta rica em aminoácidos, vitaminas, minerais, ácidos graxos insaturados, antioxidantes e polissacarídeos. É um pouco calórica: uma colher de sopa tem 50 calorias.
Por que ela é considerada um superalimento?
É o nome que se dá aos alimentos que têm uma incrível variedade de benefícios à saúde, que vão muito além do seu valor nutritivo. Esses alimentos normalmente contém uma combinação de ácidos graxos essenciais, fitoquímicos, antioxidantes e aminoácidos essenciais.
A goji berry possui uma grande quantidade de nutrientes antioxidantes. Por isso, é considerada um superalimento. Nela encontramos 18 aminoácidos, elevadas concentrações de vitamina A (beta-caroteno), B1, B2, B6 e vitamina E. É a fruta com maior quantidade de vitamina C (tem muito mais do que a laranja, por exemplo), ricas em ferro, polissacarídeos e fitoquímicos, sendo os destaques a luteína e zeaxantina.

Foto: Divulgação
10 benefícios da goji berry
1 - Rica em polissacarídeos, que impedem a absorção de patógenos intestinais (imunidade)
2 - Rica em vitaminas do complexo B que auxiliam na constituição de células protetoras (imunidade)
3 - Rica em arginina e glutamina, que auxiliam na liberação do hormônio do crescimento (interessante para quem quer ganhar massa magra)
4 – Potente estimulante, auxilia no aumento no nível de energia e na capacidade de concentração
5 – Pela ação estimulante, também pode ajudar na redução da fadiga e do estresse
6 – Sua ação antioxidante promete benefícios na prevenção de doenças cardiovasculares e diabetes
7 – Rica em fitoquímicos (carotenoide, zeaxantina, luteína e antocianina) que atuam como substâncias anticancerígenas
8 – Os carotenoides são substâncias que previnem o envelhecimento da pele
9 – A zeaxantina e a luteína são substâncias que atuam na proteção dos olhos
10 – Por conter triptofano, um precursor de serotonina, seu consumo está associado ao bom-humor, alegria e satisfação
11 – Pela presença de beta-sisterol, que tem ação anti-inflamatória, ajuda a equilibrar os níveis de colesterol
A fruta ajuda a emagrecer?
Até o momento não foram realizados estudos que comprovem um efeito emagrecedor da goji berry. Ela tem potente ação estimulante, pode auxiliar no estímulo à prática de atividades físicas e, consequentemente, causar emagrecimento.
Como podemos encontrar o goji no mercado?
Há três formas de encontrá-la: na forma in natura (por ser importada, é bem raro de encontrar nos mercados), desidratada (em lojas e empórios especializados em produtos naturais) e na forma de suplementos, em cápsulas ou em pó (em farmácias de manipulação).
Qual a variação mais indicada para incluir na dieta?
A fruta desidratada não apresenta perda de nutrientes, além de ter poucas calorias e ser de fácil consumo durante o dia. Muitos estudos têm demonstrado que o efeito de consumir um suplemento com os princípios ativos benéficos das frutas e vegetais não trazem o mesmo benefício do que consumir a fruta em si. Nela, encontramos um pool de nutrientes e substâncias benéficas, algumas ainda desconhecidas.

Foto: Caco Konzen
Qual a quantidade diária recomendada?
Duas colheres de sopa ao dia ou 150 ml de seu suco. Ela pode ser incluída no lugar de outra fruta, preferencialmente pela manhã.
Podes dar dicas de como consumir?
Podemos misturá-la a outras frutas, assim como a iogurtes, cereais, saladas ou batidas e sucos. Seu sabor é levemente amargo. Se consumido com iogurte, pode ser mais saboroso. Evite adicionar açúcar.
Existe alguma contraindicação?
Alguns estudos nos Estados Unidos apontaram que o consumo excessivo de chás com goji berry tem ação inibitória da warfarina (medicação utilizada para evitar trombose). Seu consumo não é recomendado para quem faz uso dessa medicação.
Supõe-se que alguma substância da fruta interaja com o P450 – local no fígado onde muitos medicamentos são metabolizados. Seu consumo não é indicado para quem faz uso de medicações importantes para o controle glicêmico e de pressão, por exemplo. Recomenda-se o consumo distante do uso das medicações diárias.
Superdica da nutri
Para aqueles que buscam incluir a fruta na sua alimentação, minha dica é inclui-la pela manhã ou antes de ir para academia.
Experimente: um iogurte natural desnatado + uma colher de sopa de goji berry + 1 colher de sopa de mel + 1 colher de sopa de granola + uma colher de sopa de linhaça ou chia. Fica uma delícia!
RECEITAS
1) Mousse de goji berry
Ingredientes
½ xícara de chá de goji berry desidratada
1 pote de iogurte natural desnatado
1 caixinha de creme de leite light
1 envelope de gelatina sem sabor
½ xícara de chá de leite desnatado
5 colheres de sopa de adoçante em pó para forno e fogão
Modo de preparo
Coloque a goji berry de molho em água morna por 30 minutos. Dissolva a gelatina em 300 ml de água morna, e misture a goji berry hidratado e 3 colheres do adoçante. Reserve.
Bata os demais ingredientes na batedeira até atingir uma mistura homogênea.
Distribua as duas misturas em camadas, em taças, deixe na geladeira por 2 horas. Sirva gelado.

Foto: Stock.Xchng
2) Chá de goji berry
Ingredientes
100 ml de água filtrada
1 colher de folhas para chá vermelho
2 colheres de chá de goji berry desidratadas secas
Modo de preparo
Leve a água para ferver. Em uma xícara junte o chá com as Goji berries, acrescente a água fervendo e deixe repousar de 3 a 5 minutos. Coe e sirva quente.
3) Salada de goji berry
Ingredientes
2 maçãs picadas
3 colheres de sopa de amêndoas em lâminas ou nozes picadas
1 colher de sopa de sementes de girassol
3 colheres de sopa de goji berry desidratadas
½ pote de iogurte natural desnatado
Modo de preparo
Misturar todos os ingredientes e manter na geladeira até a hora de servir.

fonte: blog barra de cereal

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Assunto de Primeira: mercado de frutas exóticas



No quadro Assunto de Primeira, Otávio Ceschi Jr. conversa com o empresário do setor de frutas, Valdemar Makoto Aoki, que há mais de 40 anos trabalha com frutas exóticas como a pitaia, achachairu e uvas gourmet. Acompanhe!

domingo, 12 de março de 2017

MIRTILO → 1001 PROPRIEDADES E BENEFÍCIOS PARA SUA SAÚDE




Fonte site 

mirtilo

Mirtilo, uma frutinha azul, pequena, redonda e saborosa. Dizem ser ótima para melhorar a visãoideal para os diabéticos e muito mais. Sim, essa fruta rica em antocianinas e resveratrol é mesmo uma dádiva da natureza tanto para a alimentação quanto para a saúde humana.

Que fruta é o mirtilo?

O mirtilo é um arbusto baixo da família das Ericaceae, nativo da Europa e Ásia, onde abunda nos campos e nas cidades. É uma planta de inverno forte, com gelo e neve, que rebrota na primavera e se enche de frutinhas azuis. O mirtilo também é conhecido como uva-do-monte ou arando (ou arándano, pois o nome é espanhol) é medicinal, extremamente nutritivo e muito gostoso.
Existem diversas espécies de Vaccinium conhecidas como mirtilo - na América do Sul, em regiões frias, são cultivadas as espécies americanas, Vaccinium ashei, cujas frutas são mais avermelhadas e melhor adaptado a climas temperados, o Vaccinium myrtillus, de origem europeia, que só resiste onde há inverno forte (precisa de frio e neve, com uma primavera explosiva, para brotar) e também o Vaccinium corymbosum, conhecido como “olho de coelho”.

Propriedades nutricionais dos mirtilos

* Estas frutinhas, menores que uma uva, têm baixas calorias - 60 calorias por cada 100 gramas da fruta fresca.
* Também contêm carboidratos, açúcar e fibra alimentar.
* São uma excelente fonte de vitaminas (A, B, C, E e K) e
* minerais (potássio, cálcio, magnésio, ferro, zinco, selênio, manganês e fósforo).
* Frutas azuis, em geral, são ricas em antioxidantes - antocianinas, flavonóides e compostos fenólicos - e os mirtilos são um exemplo desta riqueza nutricional e medicinal.

Propriedades medicinais

Desde o século XVI o mirtilo é usado na alimentação humana e na medicina por suas propriedades antioxidantes e antibacterianas.
Segundo o Plantas que Curam um site muito sério de pesquisa sobre ervas medicinais, os mirtilos atuam, principalmente, na tonificação dos vasos sanguíneos periféricos e, é desta sua propriedade que resultariam muitos dos benefícios curativos desta planta - especificamente, se refere à recuperação da visão, a recuperação da vascularização dos pés em diabéticos, varizes e hemorróidas. Porém, no mundo todo o mirtilo é reconhecido também como:
* antioxidante
* combate radicais livres
* antibacteriano
* antidiarreico
* febrífugo
* antiinfeccioso
* anticancerígeno
* vasodilatador

Seu uso medicinal é reconhecido nos casos de:

* diabetes - reduz a taxa de açúcar no sangue, cura retinopatia diabética e pé diabético
* falta de visão noturna
* problemas de pressão arterial
* problemas coronarianos
* problemas renais
* colesterol elevado
* circulação sanguínea, varizes e hemorroidas
“O mirtilo é uma das maiores fontes de antioxidantes que temos ao nosso dispor, com a vantagem de nos ser apresentado em doses fisiológicas, ou seja, às quais o nosso organismo está habituado, e não em "megadoses” como existem em muitos suplementos. Com um potencial antioxidante superior ao da maioria dos frutos e legumes mas também do vinho tinto e do chá verde, o mirtilo tem sido associado à prevenção de patologias como a hipertensão, diabetes tipo II, doenças cardiovasculares e vários tipos de cancro. Também na diminuição do declínio cognitivo associado ao envelhecimento e na diminuição dos danos cerebrais em vítimas de AVC o mirtilo tem efeitos positivos e comprovados cientificamente”, informa Pedro de Carvalho, da Faculdade de Ciências e Nutrição do Porto, Portugal.

Chá de mirtilo (benefícios e como fazer)

chá das folhas de mirtilo é usado para casos de infecção urináriacistite, problemas digestivos, inflamações da boca, prevenção de diarreia, gases intestinais e colite.
Segundo os entendidos, as folhas do mirtilo são muito mais ricas em antioxidantes e princípios curativos do que as frutinhas azuis.

Receita de chá de folhas de mirtilo

Para fazer o chá de folha de mirtilo use o processo de infusão (colocar as folhas em água fervente e abafar) ou o de decocção (ferver as folhas junto com a água) pois o resultado é semelhante.
A quantidade de folhas que você vai usar para seu chá dependerá do tão concentrado que o queira tomar (eu indico um punhado de folhas frescas para 1 litro de água, ou a metade das folhas se estas forem secas).
Mas, as folhas de mirtilo, para chá, deverão ser colhidas na primavera e secadas à sombra para não perderem seu potencial curativo.

Receita de chá de mirtilo (frutas)

cha mirtilo
Caso prefira, ou não tenha folhas e sim frutos, faça o chá com frutas inteiras, com semente e tudo, por decocção, usando meia xícara de mirtilos amassados para meio litro de água.
Deixe ferver por até 10 minutos, abafe, coe e beba. Indica-se de 3 a 4 xícaras ao dia.

Suco de mirtilo

O suco de mirtilo, feito com as frutas frescas, tem os mesmos usos indicados para o chá, acrescentando-se todos aqueles em que as antocianinas sejam eficazes mas, principalmente, o consumo de frutas frescas de mirtilo é muito eficaz na recuperação da visão noturna.

Mirtilo na cozinha (geleia, iogurte e doces)

Você pode usar mirtilos no café da manhã, junto com iogurte ou salada de frutas; como suco ou em vitaminas; em tortas, bolos ou para preparar geleias.
Na indústria alimentar o mirtilo entra em iogurtes, sorvetes e sucos de cor roxa, azulada. Esta é uma das “frutas vermelhas”, tão ricas em sabor e saúde.
As frutas frescas podem ser congeladas ou batidas em polpa, para uso futuro.
Também é possível secar as frutinhas sem que percam suas qualidades.

Cultivar mirtilos é possível no Brasil?

Bom, se você morar em um dos estados do sul do Brasil, em região elevada, onde as temperaturas de inverno cheguem praticamente ao zero graus, você terá sucesso no cultivo de mirtilos, especialmente os da espécie Vaccinium aschei.
Se for este o seu interesse, dê uma olhada neste material da Embrapa aqui.

terça-feira, 7 de março de 2017

Couve pode deixar seu cérebro 11 anos mais jovem

Além de ter a função anti-inflamatória, o consumo diário da verdura também faz bem para o cérebro.

POR REDAÇÃO SITE MINHA VIDA
Os benefícios da couve a tornaram a queridinha das dietas: a verdura tem ação anti-inflamatória, cicatrizante, ajuda na absorção do cálcio e na desintoxicação. Para melhorar, um recente estudo realizado pela Universidade de Rush, nos Estados Unidos, descobriu que a verdura também é excelente para o cérebro.
O estudo mostra que apenas uma porção diária de folhas verdes escuras, como a couve, pode ajudar no rejuvenescimento cerebral. A pesquisa foi realizada com 950 idosos e monitorou a alimentação e a atividade cerebral dos participantes por um período entre dois a dez anos.Foi descoberto que os voluntários que comiam folhas verdes mais escuras todos os dias tinham uma conservação da saúde mental de até 11 anos em comparação com aqueles que não consumiam estes alimentos. Os resultados não incluíram fatores que poderiam afetar a saúde mental, como o nível de escolaridade, prática de exercícios ou histórico familiar de demência.