Mostrando postagens com marcador Jardinagem e cultivo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Jardinagem e cultivo. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Adube suas orquídeas com Extrato pirolenhoso!

Fonte: faberge orquídeas

Hoje vamos falar sobre esse produto maravilhoso em nosso blog, o extrato pirolenhoso. O texto é longo, mas o assunto é um pouco complexo, então precisamos nos prolongar um pouco.
DSCN0627
Coloração e aspecto do extrato pirolenhoso
Escutamos sempre muitas opiniões sobre os produtos utilizados em orquídeas. Há muitas coisas que as pessoas usam de invenção própria e acabam prejudicando o desenvolvimento das plantas. Isso acabou deixando muita gente com medo de usar isso ou aquilo, sendo que já escutei muita gente falando que não usa o extrato pirolenhoso por medo de prejudicar a planta, ou por não acreditar nos resultados.
O teste de produtos é algo que é feito cientificamente, ou seja, com método correto e que mensura os resultados de maneira palpável e muitas vezes matemática e que possibilite a comparação dos mesmos. E o extrato pirolenhoso já foi alvo de alguns desses estudos, que serão apresentados mais a frente no texto para consulta.
O que é o extrato pirolenhoso
Na verdade, trata-se de um conjunto de ácidos (por isso também é conhecido como ácido pirolenhoso) e compostos fenólicos e aldeídos, que são obtidos pela condensação de fumaça, sendo, portanto, fumaça líquida. Após a condensação da fumaça, o produto é decantado, filtrado e até destilado para sua purificação.
E o que o extrato pirolenhoso faz??
Há inúmeros efeitos do extrato pirolenhoso nas orquídeas e também em outras plantas, conforme listado a seguir:
  • Estimula a brotação e enraizamento;
  • Corrige o pH da água de irrigação;
  • Melhora a absorção de nutrientes, melhorando o crescimento das plantas;
  • Ativa a microbiota (em solos e também substratos); e
  • Atua como repelente de insetos e pragas.
Incrível, não acham? Mas isso tudo não somos nós que estamos dizendo, existem alguns estudos científicos de renomadas universidades que estudaram especialmente a brotação e crescimento das plantas. Além disso, esse produto é natural e aceito pela agricultura biológica e até orgânica, não sendo danoso ao meio ambiente. Esse produto é utilizado pela cultura japonesa na agricultura a séculos (inclusive para plantas comestíveis), o que por observações empíricas deve ter se mostrado bem vantajoso!
Como usar o extrato pirolenhoso?
O extrato pode ser utilizado juntamente com a adubação solúvel, inclusive, ele auxilia na melhor absorção do adubo pelas plantas, pois ele dilata os poros da planta. Adiciona-se a dose recomendada do extrato pirolenhoso (costumamos recomendar de 3 até 6ml/l) e do adubo utilizado. Quer saber mais sobre a adubação de orquídeas, leia este artigo.
kit_semi_prof
Recomenda-se o uso em conjunto com adubos
Caso você tenha um sistema automático de irrigação, você pode adicioná-lo nos seus reservatórios ou adicionar as doses no irrigador manual, não tendo problema algum com entupimento  (com extratos de boa qualidade). Indicamos que seja aplicado molhando a planta toda da folha à raiz e, claro, tentar evitar o contato com botões de flores quando houver.
Como o produto é muito estimulante, recomendamos também que seja utilizado com parcimônia. Aqui utilizamos em média uma vez ao mês no inverno e quinzenalmente no verão e primavera. Para plantas mais debilitadas você pode fazer uma aplicação semanal para estimular uma rápida brotação, enraizamento e recuperação da planta e, após a recuperação da mesma, voltar à rotina normal.
pic_59a3939c-665d-4e2f-9ad8-df63e5daea55-9e2f4a94a1a9cbc30881e251f27900dd-1024-1024
Super brotação em Cattleya após apenas 3 semanas de aplicação de 5ml/l com adubo plant prod 20-20-20

Após preparada a mistura, no caso de pessoas que possuem muito poucas plantas, e fazem uma adubação manual e com borrifadores pequenos, caso sobre algum resquício do preparado, ele pode ser armazenado por até 15 dias, não perdendo todo seu efeito, mas pode haver uma redução da potencialidade do mesmo. Caso você tenha um jardim também poderá colocar um pouco nas suas outras plantas, sem problemas algum!
Efeito observado nas orquídeas
Um dos principais estudos brasileiros sobre o assunto é uma dissertação de mestrado feito pela Jenniffer Aparecida Schnitzer na Universidade Estadual de Londrina, que avaliou o efeito do extrato pirolenhoso em duas espécies de Cattleya (loddigesii e intermedia). Em suma, o estudo concluiu que o extrato pirolenhoso foi efetivo no cultivo dessas espécies, melhorando diversos aspectos das plantas, aumentando também a quantidade de brotos.
Foi indicado, para estas espécies o uso da concentração entre 0,3 e 0,4% em Cattleya intermedia e 0,6% em Cattleya loddigesii, que promoveu os melhores resultados. O estudo completo pode ser baixado gratuitamente no seguinte endereço: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/cp086513.pdf
A mesma autora voltou a realizar estudos com o produto, agora comparando a Cattleya intermedia com a Miltonia clowesii e o uso de diferentes subtratos de cultivo, estudo disponível neste link: http://www.scielo.br/pdf/asagr/v32n1/v32n1a20.pdf
A conclusão deste segundo estudo foi:”O extrato pirolenhoso adicionado ao substrato incrementou o desenvolvimento vegetativo e radicular das espécies estudadas. Para C. intermedia e Milt. clowesii, a combinação de casca de pinus, fibra de coco, casca de arroz carbonizada e carvão vegetal imerso no extrato pirolenhoso (PiCoCaCarEP) proporcionou os melhores resultados.”
Dessa forma, podemos dizer que não há dúvidas que o extrato pirolenhoso pode ajudar muito no cultivo de orquídeas, não é mesmo?
Mas posso usar também nas micro-orquídeas e no EcoTronco?
Não foram realizados estudos científicos com espécies de micro-orquídeas com a aplicação da substância, entretanto, temos utilizado nas nossas micro-orquídeas no EcoTronco com resultados interessantes. Utilizamos a concentração média de 5ml/L combinada com a adubação foliar e estamos felizes com os resultados.
Parece até mágica, não é? Mas vamos nos lembrar que a diferença entre o remédio e o veneno pode ser a dose. Por isso, nunca utilize dosagem superior à indicada!!!!
Bom cultivo…
PS. Não é a toa que decidimos comercializar este produto fracionado em nossa loja on-line, clique aqui e visite nossa loja! Tem muita coisa boa pras suas orquídeas.
Veja aqui um vídeo sobre como preparar a adubação para sua orquídea.

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Livro digital gratuito ensina a plantar, colher e preparar deliciosas refeições em casa


Fonte: blog somos verdes

Redescubra as verdadeiras nuances da comida com o livro “Sabores da Horta – do plantio ao prato”, publicado pela Codeagro (Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios), da Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo. Este material traz dicas práticas para confeccionar uma horta de temperinhos em qualquer espaço da casa, além de receitas viáveis para o cotidiano ou mesmo para surpreender as visitas no almoço de domingo.
Manter uma horta em casa, mesmo que pequena, é simples e para muitos remete a nostalgia das casas dos pais e avós. Se você tem crianças pequenas em casa, aproveite para envolvê-las nesta gostosa atividade. Assim, elas vão crescer mais saudáveis e conscientes. A manutenção, ainda que diária, costuma ser rápida, bastando manter o contato com a luz e a irrigação. No livro, estão listados os temperos mais comuns e fáceis de cultivar com suas particularidades, como valores nutricionais e épocas corretas para o plantio. A maioria deles fica pronto para compor seus novos pratos em questão de poucos meses.
Imagem: Reprodução/Divulgação – Sabores da Horta – do plantio ao prato
As receitas disponibilizadas no livro, além de saudáveis, são versáteis e surpreendentes. Que tal um jantar para os amigos com uma tilápia assada à provençal? Ou inserir o pão de ervas no café da manhã? Utilizar ingredientes que você mesmo cultivou é mágico, pois agrega o valor sentimental ao prato. Como diz o ditado, cozinhar também é um modo de amar os outros.
Gostou? Resgate o contato com a natureza e diga adeus aos maus hábitos alimentares, evitando futuros problemas de saúde e tornando seu paladar muito mais apurado. Baixe o livro gratuitamente clicando aqui.
Obs: O Arquivo está em PDF e pode demorar um pouco para carregar.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

COMO PRODUZIR O MELHOR ENRAIZADOR NATURAL DO MUNDO !





No segundo vídeo da nossa série sobre Reprodução vegetativa assexuada,
 mostramos a vocês como produzir um enraizador super natural de maneira 
fácil para nos auxiliar na produção de mudas.

domingo, 9 de abril de 2017

Onde Plantar Orquídeas



Orquídeas são todas as plantas que compõem a família Orchidaceae, pertencente à ordem Asparagales, uma das maiores famílias de plantas existentes. Apresentam muitíssimas e variadas formas, cores e tamanhos e existem em todos os continentes, exceto na Antártida, predominando nas áreas tropicais

APRENDA CULTIVAR ORQUÍDEAS CLICANDO AQUI: http://bit.ly/2cvdb7O

1 - Onde Plantar Orquídeas ?

Para quem está iniciando na arte do cultivo às orquídeas a situação nem sempre é fácil, parece que encontramos um pouco de informação em cada lugar mas nunca temos acesso a informações completas sobre o assunto! 

Existem muitas espécies de orquídeas e cada uma delas parece possuir uma personalidade própria, com necessidades e exigências especiais. 

2 - Orquídeas - Como Cuidar? 

Quantas pessoas ganham orquídeas de presente para ver a florzinha morrer em breve, simplesmente pelo fato de não saber como cuidar? Cuidar de orquídeas é fácil e prazeroso, basta ter acesso às informações corretas; 

A maior parte das orquídeas acaba morrendo ou não dando flores por causa de erros bastante simples que cultivadores cometem. Estes erros podem ser evitados facilmente.

Para saber cuidar de orquídeas é preciso entender os sinais que a plantinha lhe fornece e você pode aprender a identificar o que precisa ser feito antes da planta sofrer. 

Existem métodos comprovados e que funcionam sempre para cuidar desta linda flor. Estes métodos podem ser utilizados por quem está começando agora ou mesmo por aqueles que já possuem algumas orquídeas! 

Cada orquídea tem uma personalidade especial e se você dedicar sua atenção para conhecê-la ela lhe retribuirá com as mais lindas flores que já viu! 

3- Onde Comprar Orquideas?

Descubra todos os SEGREDOS de como comprar a orquidea certa, saudável, além de cultivar orquídeas facilmente com explicações passo a passo! Transforme as orquídeas de seu jardim em orquídeas lindas de exposição.

Conheça o Manual Completo Como Cuidar de Orquídeas, feito por Alberto Schuman, cultivador de Orquideas a mais de 20 anos, o material é de ótima qualidade, completo, ilustrado e cheio de dicas especiais. 

CLIQUE AQUI E CONHEÇA AGORA: http://bit.ly/2cvdb7O

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Assunto de Primeira: cultivo e mercado de orquídeas

 



As orquídeas pertencem a uma das maiores famílias de plantas, com uma grande variedade de gênero e espécies. Suas plantas e flores possuem muitas formas, cores e tamanhos.

Sobre o cultivo e o mercado de orquídeas, o apresentador Marcelo Espíndola conversa com a produtora da espécie, Erica Shirozu. Confira!

sexta-feira, 31 de março de 2017

Colecionador de frutas raras cultiva 1,3 mil espécies em sítio de São Paulo





Esta não é apenas a história de um colecionador, mas também um exemplo de força e superação! Nascido em Piracicaba com uma disfunção neuromotora, Helton Josué Teodoro Muniz (36 anos), impressiona a todos com sua gigantesca coleção de frutíferas.
O problema de Helton o fez vivenciar muitas dificuldades, só aprendendo a caminhar durante a adolescência. Aos 15 anos de idade, por ter começado uma horta para ajudar na renda familiar, encontrou uma grande motivação para estudar sobre o assunto.
frutas-raras-exoticas-001Imagem via
Muito dedicado, Helton começou a estudar sobre uma espécie de frutífera que ainda desconhecia: a saputá. Aí estaria o “start” para que ele se tornasse um estudioso de frutas raras e exóticas. Com o passar do tempo, tornou-se um frutólogo respeitado e atualmente já plantou mais de 1,3 mil espéciesno Sítio Frutas Raras, localizado em Campina do Monte Alegre.

9788561165222
Imagem via: 30porcento

Lançou também o livro Colecionando frutas – 100 espécies de frutas nativas e exóticas, no qual fala sobre técnicas de cultivo e propriedades medicinais de espécies exóticas e nativas.
“A motivação foi e é forte, pois venci obstáculos e ainda tenho limitações físicas (coordenação fina e diabetes tipo I), que me impedem de maiores realizações. Mais importante ainda é que estou fazendo a minha parte para preservar o nosso apólice de seguros – as várias formas de vida de nosso planeta”, relata Helton em sua página.
frutas-raras-exoticas-002Imagem via
A trajetória deste rapaz, nos faz refletir bastante e mostra que para cultivar basta querer!
Assista a reportagem da BBC sobre Helton.

domingo, 19 de fevereiro de 2017

12 plantas que ajudam a controlar as pragas em uma horta orgânica


 


Quem produz hortaliças em casa sabe que um dos maiores problemas é o ataque de insetos e outras praguinhas capazes de prejudicar no cultivo das hortaliças. Mas como evitar o surgimento destes pequenos seres que prejudicam a horta?
Uma boa forma para equilibrar o micro ambiente da sua horta é fugir ao máximo do princípio da monocultura e plantar espécies diversificadas. Em uma floresta por exemplo, existe um ambiente controlado pela diversificação de espécies, sejam elas plantas, fungos, animais, insetos ou bactérias.
Neste caso é apenas uma horta, então uma forma natural e eficiente é a utilização de algumas plantas que possuem efeito de armadilha ou simplesmente repelem as pragas que prejudicam a plantação. Por isso fizemos uma listinha de plantas que auxiliam no controle das pragas mais comuns em hortas orgânicas.
01- Alecrim (Rosmarinus officinalis): Afasta borboleta-da-couve e a mosca-da-cenoura.
alecrim-001
02- Anis ou erva-doce (Pimpinella anisum): Repele as traças.
03- Arruda (Ruta graveolens):  Repele formigas e ratos, assim como o Poejo.
arruda-001
04- Capuchinha (Tropaeolum majus): planta-isca para afídeos (piolhos) e repele nematoides.
capuchinha-001
05- Citronela (Cymbopogon): É eficaz contra moscas, mosquitos e formigas. Repele também o Aedes aegypti.
citronela-001
06- Coentro (Coriandrum sativum):  Repelente natural de pulgões e ácaros.
coentro-001
07- Hortelã (Mentha sp): Repelente natural de lepidópteros, como a borboleta-da-couve, formigas e ratos.
hortela-001
08- Losna (Artemisia absinthium): Repelente de insetos, e afasta animais da horta.
losna-001Imagem via wikipedia
09- Manjericão (Ocimum basilicum): Repelente de moscas e mosquitos.
manjericao-001
10- Sálvia (Salvia officinalis):  Repele a mariposa do repolho.
salvia-001
11- Tagete ou cravo-de-defunto (Tagetes erecta): Funciona como repelente natural para muito insetos em especial para mosca-branca e ainda protege contra os nematoides.
tagete-001
12- Tomilho (Thymus vulgaris): Afasta a borboleta-da-couve, couve-flor e brócolis, evitando que a lagarta devore-as.
tomilho-001
Bonus:
Cosmos (Cosmos bipinnatus): Tenho visto o pessoal utilizar muito esta espécie que atrai polinizadores, repele nematoides e afasta lagartas que atacam a couve, rúcula e brócolis. Além de produzirem belas flores, é claro.
cosmos-fernand-pereira-somos-verdes-001Imagem de somosverdes – Fernando Pereira

terça-feira, 11 de outubro de 2016

10 plantas que ajudam a controlar as pragas em uma horta orgânica

autumn-915632_960_720

Extraído do blog Somos Verdes

Quem produz hortaliças em casa, sabe que um dos maiores problemas é o ataque de insetos e outras praguinhas que interferem no cultivo saudável das plantas alimentícias. Mas como evitar o surgimento destes pequenos seres que prejudicam a horta?
Uma boa forma para equilibrar o micro ambiente da sua horta é fugir ao máximo do princípio da monocultura e plantar espécies diversificadas. Em uma floresta por exemplo, existe um ambiente controlado pela diversificação de espécies, sejam elas plantas, fungos, animais, insetos e até mesmo bactérias.
Mas como nosso caso é apenas uma horta, uma forma natural e eficiente é a utilização de algumas plantas que possuem efeito de armadilha ou simplesmente repelem as pragas que prejudicam a plantação. Por isso fizemos uma listinha de plantas que auxiliam no controle das pragas mais comuns em hortas orgânicas.
01- Alecrim (Rosmarinus officinalis): Afasta borboleta-da-couve e a mosca-da-cenoura.
alecrim-001
02- Anis ou erva-doce (Pimpinella anisum): Repele as traças.
03- Arruda (Ruta graveolens):  Repele formigas e ratos, assim como o Poejo.
arruda-001
04- Capuchinha (Tropaeolum majus): planta-isca para afídeos (piolhos) e repele nematoides.
capuchinha-001
05- Citronela (Cymbopogon): É eficaz contra moscas, mosquitos e formigas. Repele também o Aedes aegypti.
citronela-001
06- Coentro (Coriandrum sativum):  Repelente natural de pulgões e ácaros.
coentro-001
07- Hortelã (Mentha sp): Repelente natural de lepidópteros, como a borboleta-da-couve, formigas e ratos.
hortela-001
08- Losna (Artemisia absinthium): Repelente de insetos, e afasta animais da horta.
losna-001Imagem via wikipedia
09- Manjericão (Ocimum basilicum): Repelente de moscas e mosquitos.
manjericao-001
10- Sálvia (Salvia officinalis):  Repele a mariposa do repolho.
salvia-001
11- Tagete ou cravo-de-defunto (Tagetes erecta): Funciona como repelente natural para muito insetos em especial para mosca-branca e ainda protege contra os nematoides.
tagete-001
12- Tomilho (Thymus vulgaris): Afasta a borboleta-da-couve, couve-flor e brócolis, evitando que a lagarta devore-as.
tomilho-001
Bonus:
Cosmos (Cosmos bipinnatus): Tenho visto o pessoal utilizar muito esta espécie que atrai polinizadores, repele nematoides e afasta lagartas que atacam a couve, rúcula e brócolis. Além de produzirem belas flores, é claro.
cosmos-fernand-pereira-somos-verdes-001Imagem de somosverdes – Fernando Pereira
Assista ao vídeo que preparamos com algumas dicas para sua horta:
Demais imagens via Pixabay