sábado, 27 de maio de 2017

Receitas fáceis para o controle de pragas e doenças na sua horta!


  
Controle natural
O controle de pragas e doenças pode ser realizado com produtos naturais e que necessariamente não implica na erradicação desses, mas preconiza um controle satisfatório para que se possa produzir e consumir alimentos mais saudáveis
É possível identificar doenças e pragas, antes que se alastrem. Para isso, é necessário fazer vistoria regular na horta. Caso estejam, elas precisam ser isoladas para que não tomem o resto do plantio.
O solo ruim evita que as plantas retirem dele os nutrientes necessários para seu crescimento saudável e também ajuda a proliferar pragas e doenças. É importante, além de regar, adubar a terra para mantê-la fértil, sempre coberta com vegetação (folhas secas, capim) para manter a umidade.
Manter a diversidade é essencial em uma horta caseira. Como algumas pragas preferem determinados vegetais, se o cultivo for diversificado, é possível evitar que se alastrem por toda a plantação. Além disso, algumas plantas são inimigas para pragas que atacam outras espécies e vice-versa.
Alguns animais, como abelhas, minhocas e joaninhas têm papéis extremamente benéficos em uma horta caseira e orgânica. É importante não removê-los do canteiro.


Receitas para o controle de pragas e doenças
Óleo de neem
O óleo é extraído da semente da árvore nem pode ser encontrado no mercado. É recomendado usado na dosagem de 0,5 a 1 ml/litro. Possui atividade inseticida e fungicida, controlando a maioria dos insetos e alguma doenças.
Preparo: colher as folhas, deixar secar, moer e triturar. Colocar cerca de 60 g de folhas moídas em 1/litro de água. Deixar em repouso por 24 horas e, depois, coar. A aplicação pode ser feita na forma de pulverizações para o controle.
Calda de fumo
Picar 100 g de fumo e colocar em 1/2/litro de álcool, acrescentando 1/2/litro de água. Deixar curtir por 15 dias. Depois dissolver 100 g de sabão neutro em 10/litros de água e acrescentar à mistura. Pulverizar para controle de vaquinhas, cochonilhas, lagartas e pulgões.
Calda de fumo com pimenta

Colocar 50 g de fumo picado e 50 g de pimenta dentro de 1/litro de álcool. Deixar curtir por uma semana. Misturar em 10 litros de água + 250 g de sabão neutro ou detergente neutro. Pulverizar para controle de vaquinhas, cochonilhas e lagartas.
Preparados com sabão
Os preparados em que se emprega sabão apresentam indicações para o controle de cochonilhas, lagartas, pulgões, tripés e ácaros.
De modo geral, não apresentam restrições, embora usa-se querosene na fórmula. Porém, após seu emprego aconselha-se respeitar intervalo de cerca de duas semanas para se proceder à colheita.
Dissolver 100 g de sabão neutro em 1.2/litro de água quente. Para a aplicação, diluir novamente o preparado em 9,5/litros de água. Pode ser utilizado no controle de tripes, cochonilhas, lagartas e pulgões. Pode-se usar também em pulverizações com detergente neutro ou óleo mineral a 1% nas horas frescas do dia.
Calda de cebola
Colocar 500 g de cebola picada em 5/litros de água. Curtir por 10 dias. Coar e colocar 1/2/litro da calda em 1/2/litro de água para aplicar na forma de pulverização. Age como repelente a pulgões, lagartas e vaquinhas.
Cravo de defunto
Colocar 0,5 kg de folhas e talos em 5/litros de água. Ferver por 1/2/hora ou deixar em infusão fria por 2/horas. Coar e pulverizar para controle de pulgões, ácaros e algumas lagartas.
Calda de camomila
Colocar 50 g de flores em 1/litro de água. Deixar de molho por 3/dias, agitando quatro vezes por dia. Coar e aplicar três vezes por semana, para controlar doenças fúngicas.
Calda bordalesa
Colocar 100 g de sulfato de cobre em um saco de pano e mergulhar em 5/litros de água quente, deixando de molho durante 24/horas. Colocar 100 g de cal virgem na solução de sulfato de cobre. Coar a mistura e despejar no pulverizador para aplicação, visando controle de fungos.
Calda sulfocálcica
Tem ação protetora contra ácaros, insetos-praga e algumas doenças. Preparo: misturar 0,8 kg de cal hidratada em 2.5/litros de água morna, Colocar 1,225 kg de enxofre lentamente, sempre agitando com bastão e completar o volume até 5/litros. Ferver até ficar com cor avermelhada. Ao esfriar, guardar em lugar sem iluminação por uma semana. Na aplicação diluir 0,1/l do produto em 2/litros de água.
Preparo com leite
Utilizar estopa ou saco de aniagem, água e leite. Distribuir no chão ao redor das plantas a estopa ou saco de aniagem molhado com água e um pouco de leite. Pela manhã, virar a estopa ou o saco e coletar as lesmas que se reuniram embaixo para serem queimadas ou enterradas longe da área de cultivo.
Leite cru e água
Solução de 5 a 20/litros de leite de vaca cru em água pode ser utilizada para controlar o oídio, doença que ataca diversas culturas, causando a morte de plantas.
Planta gergelim
As folhas do gergelim contêm uma substância que contamina fungos, que são criados por meio dos vegetais e levados por formigas, causando o fim dos formigueiros
Redação Jornal Correio Riograndense

Nenhum comentário: