quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Alporquia em frutíferas - faça mudas da sua planta preferida



Como fazer alporquia

 
Materiais necessários:
Balde com água, enraizador, canivete ou estilete, isqueiro, sfagno, um pedaço de plástico de polipropileno, cordão de algodão;
O sfagno é um tipo de musgo (Sphagnum), encontrado em lojas que vendem produtos para floristas.
Seus substitutos podem ser areia, turfa, casca de arroz carbonizada ou coxim (pó de coco).
Antes de empregar o coxim é preciso deixar de molho na água e trocar esta várias vezes para a retirada das substâncias que podem prejudicar as mudas.
O enraizador é uma substância que é produzida pela própria planta, na quantidade que necessita.
Colocamos um enraizador sintetizado para apressar o enraizamento do ramo.
Seus nomes: ácido indol-acético, ácido indol- butírico e podem ser adquirido em lojas especializadas, como agropecuárias.
Vem na forma de líquido, pó, gel.
Para quem tem pouca prática o melhor é em gel.
Quando em pó recomendamos sua mistura com lanolina em pasta para tornar mais fácil sua colocação no alporque sem desperdícios do material.
Para enraizadores líquidos e gel recomendamos um pincel pequeno;

Mehor época para fazer a alporquia

Aguardar a época de primavera e verão, quando a planta estará desenvolvendo a parte vegetativa.
O inverno dos Estados sulinos é muito frio, muitas das plantas entram em dormência, com a seiva circulando de forma mais lenta e a formação de raízes poderá não ocorrer.
No restante do país o melhor é a estação das chuvas;

Escolha do ramo para alporque

Escolher a planta matriz para fazer o alporque.
Deve ser saudável, ter ramos bem formados e produzir flores e/ou frutos de boa qualidade.
Não pode ter insetos, como por exemplo, pulgões, cochonilhas e brocas. 
Caso seja constatada a presença destes, será preciso antes tratar a planta para sua eliminação;
alporque
Escolha um ramo saudável – desenho por Miriam Stumpf
Escolher o ramo para alporque, que deverá ter bom formato, com bom número de ramos pequenos bem distribuídos.
Não usar o ramo principal, isto é, o ramo mais ao centro da muda, que tem a maior altura, isto irá prejudicar muitíssimo a muda cultivada.
Iniciar o alporque a uns 30 cm da união do ramo ao tronco da planta matriz.

Preparo do sfagno

sfagno
Umedeça o sfagno
Colocar o sfagno no balde com água, numa quantidade necessária que deverá cobrir toda a volta do ramo.
Esperar alguns minutos para que fique bem encharcado.
Depois apertar para retirar o excesso de água, ficando apenas úmido.
Materiais substitutos como o coxim, areia ou casca de arroz carbonizada deverão ser bem umedecidos, mas sem que fique escorrendo água. 
Colocar sobre um papel ou peneira antes de empregar;

Corte no galho

Passar o canivete, estilete ou faca afiada no isqueiro aceso para esterilizar a lâmina.
alporquia
Com o lado afiado começar o alporque, retirando a casca do ramo, a uns 30 cm de sua inserção no caule.
Não aprofundar o corte, retirar somente a parte esverdeada da casca, descobrindo o câmbio.
Ramos lenhosos com 1,0 a 1,5 cm de diâmetro devem ter cerca de 2 cm de retirada da casca, mas ramos mais finos também podem ser utilizados com a mesma medida.